Um roteiro pela Índia

Goa, um pedacinho de Brasil na Índia

Nossa repórter foi à Índia realizar o sonho de decifrá-lo e, depois de 30 dias, voltou ainda mais intrigada com esse lugar cheio de peculiaridades

Por: Janaína Kalsing
13/09/2016 - 03h08min | Atualizada em 13/09/2016 - 03h08min
Goa, um pedacinho de Brasil na Índia Ariel Camargo/Arquivo Pessoal
Mar Arábico, em Goa, é de águas quentes e cristalinas Foto: Ariel Camargo / Arquivo Pessoal

Desembarquei do trem às 6h em Margão, cidade próxima ao litoral de Goa. Peguei um tuk-tuk e segui para Colva Beach, uma cidade que me deixaria bem centralizada para visitar todas as praias. De cara, avistei as águas quentes e cristalinas do Mar Arábico, no Oceano Índico. Seria só vestir biquíni e me jogar mar à dentro, certo? Não foi bem assim. 

Na Índia, as mulheres, em sua grande maioria, tomam banho de mar e piscina, mas usam roupas longas. Ou melhor: o tradicional sári. Para não despertar olhares curiosos, vesti bermuda e camiseta. Penso que a decisão foi acertada, mas me senti estranha. 

Confira o roteiro completo:

A dura Calcutá
Ioga e espiritualidade na sagrada Varanasi
Nova Délhi, capital pluricultural
Rajastão, terra dos marajás
A cultural e fervilhante Mumbai
Bangalore, uma agradável confusão
Auroville, mística e mágica

Como queria me esticar nas franjas do Índico bem à vontade, aluguei uma moto automática por três dias e desbravei o Estado tropical, de paisagens deslumbrantes e perfume de caju pelas estradas. Melhor decisão. Percorri os cerca de 100 quilômetros de costa conhecendo praias paradisíacas de águas mornas, bebendo caldo de cana e experimentando a culinária rica em peixes e frutos do mar.

Na Índia, mulheres não usam biquíni Foto: Ariel Camargo / Arquivo Pessoal

Senti-me em casa no menor Estado da Índia. Pudera: Goa foi colônia portuguesa por 450 anos, até 1961, ano em que os exércitos da Índia, recém independentes do Império Britânico, tomaram o território de volta. 

E essa colonização deu pistas de que havia algo muito parecido com o Brasil naquele lugar. Embora poucos falassem o português, não eram raros nomes de ruas com josés, marias e conceições. Igrejas católicas, conventos e fortificações são os legados e faz lembrar a passagem da frota de Vasco da Gama pela Índia.

É muito barato viajar na Índia. Neste hotel, em Goa, paguei o equivalente a R$ 40 a diária para duas pessoas Foto: Ariel Camargo / Arquivo Pessoal
Goa é um Estado tropical, de paisagens deslumbrantes e perfume de caju pelas estradas Foto: Ariel Camargo / Arquivo Pessoal
Foto: Ariel Camargo / Arquivo Pessoal

Goa poderia ser confundida com alguma praia maravilhosa da Bahia, não fosse uma peculiaridade: vacas. Os animais entram no mar e circulam pela areia macia. Isso significa que sim, você pode estar boiando no mar e dar de cara com um gado te olhando. Mas, não se assuste, por todo o país, além de sagradas, elas são dóceis.


 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.