Medo do terrorismo

Novas medidas de segurança para voos com destino aos EUA entraram em vigor nesta quarta-feira

Passageiros terão seus eletrônicos inspecionados antes de embarcar

19/07/2017 - 21h40min | Atualizada em 20/07/2017 - 07h42min
Novas medidas de segurança para voos com destino aos EUA entraram em vigor nesta quarta-feira Ver Descrição/Agencia RBS
Foto: Ver Descrição / Agencia RBS  

As novas medidas de segurança em voos para os Estados Unidos anunciadas no mês passado pelo governo americano começaram a valer nesta quarta-feira (19). A partir de agora, os aparelhos eletrônicos de pelo menos 20 passageiros de cada voo terão que passar por uma malha fina antes de embarcar. O recrudescimento da inspeção deve ocorrer em 280 aeroportos de 215 países, inclusive no Brasil.

Um aparelho detector ajuda a verificar se há vestígios de explosivos nos pertences, principalmente em notebooks, celulares e tablets. Uma lista com os nomes dos passageiros é encaminhada pela companhia aérea ao órgão de segurança dos EUA, que é responsável por selecionar os passageiros que devem ser inspecionados.

Leia mais
Novas regras de inspeção provocam longas filas em aeroportos do país
Governo federal anuncia R$ 120 milhões para obras em aeroportos
 

— Nossos inimigos trabalham constantemente para encontrar novos meios de esconder explosivos, recrutar informantes e sequestrar aeronaves. Estou preocupado porque estamos vendo um interesse renovado por parte de grupos terroristas no setor da aviação, passando a atacar aeroportos, como vimos em Bruxelas e Istambul — disse à AFP, o secretário de segurança interna dos EUA, John Kelly.

Operações desse tipo já são realizadas em 15 aeroportos de seis países, incluindo Canadá, Irlanda e Estados Unidos. A iniciativa está gerando polêmica, pois bota em questão a soberania desses países ao permitir a operação de agentes americanos.

As companhias terão que adotar novas tecnologias de controle e verificação, além de aumentar o uso de cães farejadores na análise da bagagem. Contudo, os pedidos específicos vão depender de cada companhia aérea, dos aeroportos de onde decolam os voos e dos níveis atuais de segurança. 

*AFP e Zero Hora

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.