Bom exemplo

Candelária consegue reduzir em 60% os casos de suicídio

Ações do município do Vale do Rio Pardo estão balizando as orientações do Manual de Prevenção do Suicídio

22/05/2012 | 13h55

O bom exemplo da cidade de Candelária, que conseguiu reduzir seus índices de suicídio em 60%, é o balizador das ações do Manual de Prevenção ao Suicídio, lançado na manhã desta terça-feira (22), em Porto Alegre. O objetivo da cartilha é prestar orientações aos profissionais de saúde no combate ao suicídio e também conferir dicas aos pacientes que necessitem de auxílio. Partindo do pressuposto de que o suicídio está relacionado a múltiplos fatores (biológicos, genéticos, psicológicos, sociais, culturais e ambientais), o projeto buscou estabelecer ações de vigilância, prevenção e controle de forma integral.

Candelária foi o município que atingiu melhores resultados de um projeto de pesquisa, realizado entre 2009 e 2011, com foco na criação de uma rede de promoção da vida e prevenção do suicídio. As ações abrangeram também as cidades de Venâncio Aires, Santa Cruz do Sul e São Lourenço do Sul — todas com elevados índices de suicídio —, através da sensibilização e do envolvimento de profissionais de diferentes setores para se ampliar o acompanhamento dos casos e o número de notificações.

A estratégia adotada em Candelária foi trabalhar com as tentativas de suicídio, que constituem os maiores grupos, através da sensibilização de quem presta os primeiros atendimentos a esses potenciais casos: toda a rede de saúde, Brigada Militar, Bombeiros e Samu.

— Com ações simples e de baixíssimo custo, capacitamos a nossa rede de forma que os profissionais de saúde e segurança conseguissem identificar potenciais casos, realizar a primeira orientação, preencher um formulário único, notificar a secretaria de Saúde e encaminhar para acompanhamento — explica a secretária municipal de Saúde de Candelária, Aline Trindade.

O manual é uma iniciativa conjunta do Sistema de Saúde Mãe de Deus (SSMD) e do Centro Estadual de Vigilância em Saúde do Rio Grande do Sul (CEVS-RS). O programa foi iniciado em 2008, após a constatação que a incidência de suicídio no Rio Grande do Sul era uma das maiores do Brasil.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.