Versão mobile

Frutas vermelhas

Mulheres que comem morangos sofrem declínio cognitivo mais lento

Flavonoides preservam funções mentais

10/05/2012 | 06h40
Mulheres que comem morangos sofrem declínio cognitivo mais lento Stock Photos/Divulgação
Frutas vermelhas podem reduzir o risco de doenças cardíacas, diabetes e câncer Foto: Stock Photos / Divulgação

Uma pesquisa demonstrou que mulheres que consomem grande quantidade de mirtilo e morangos sofrem um declínio mental causado pela idade mais lento em comparação com mulheres que consomem poucas frutas ricas em flavonoides, afirma um estudo americano.

De acordo com a pesquisa, com respostas de mais de 16 mil mulheres sobre seus hábitos de saúde em questionários de 1976 a 2001, as que comiam mais destas frutas atrasaram o declínio cognitivo em até dois anos e meio.

A cada dois anos, de 1995 a 2001, pesquisadores mediram as funções mentais de pessoas com mais de 70 anos, de acordo com o estudo publicado nos Anais de Neurologia.

— Nossas descobertas têm implicações significantes para a saúde pública, já que aumentar a ingestão de frutas vermelhas é uma modificação bastante simples para testar a proteção da cognição em adultos mais velhos — afirma Elizabeth Devore, médica do Hospital Brigham and Women e da Escola de Medicina de Harvard em Boston, Massachusetts.

Pesquisas anteriores mostraram que flavonoides, oxidantes encontrados em frutas vermelhas, maçãs, frutas cítricas, chá e vinho tinto podem reduzir o risco de doenças cardíacas, diabetes e câncer.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.
Imprimir