Versão mobile

Distúrbio noturno

Síndrome que interrompe respiração durante o sono pode estar relacionada a hipertensão e obesidade

Dormir e respirar bem são fundamentais para a qualidade de vida

17/05/2012 | 17h41
Síndrome que interrompe respiração durante o sono pode estar relacionada a hipertensão e obesidade Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Problemas cardiovasculares, obesidade, dificuldades cognitivas e de concentração, ansiedade, redução significante da libido e sudorese noturna podem estar relacionados a não dormir bem Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS

Os distúrbios do sono afetam aproximadamente 40% da população mundial, segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Insônia, apneia obstrutiva do sono (SAOS), síndrome das pernas inquietas, bruxismo, sono insuficiente e atraso de fase de sono são os problemas mais comuns.

O ortodontista e ortopedista facial Gerson Köhler, que atua de forma interdisciplinar com doenças do sono, afirma que a SAOS é considerada um dos distúrbios mais graves da atualidade em relação à qualidade das horas de descanso, já que é consequência da obstrução total ou parcial da respiração.

— O sono é fundamental para a qualidade de vida e qualquer alteração na sua característica normal ou quantitativa provoca danos à saúde. Ele representa o terço da vida que pode garantir ou não um organismo saudável nos outros dois terços — enfatiza o especialista.

Problemas cardiovasculares, obesidade, dificuldades cognitivas e de concentração, ansiedade, redução significante da libido, sudorese noturna, dores de cabeça matinais, que ocorrem normalmente em consequência do bruxismo, e depressão podem ser decorrentes da SAOS.

Hipertensão e obesidade podem estar relacionadas

De acordo com um estudo britânico da Universidade de Birmingham, publicado na revista médica Hypertension, da Americam Heart Association, os pacientes que sofrem com a SAOS apresentam alterações funcionais nos vasos sanguíneos e 40% dos hipertensos tem apnéia. Köhler explica que, quando a respiração é interrompida, o organismo libera adrenalina, o que contrai os vasos sanguíneos. Assim, para o sangue continuar seu trabalho e seguir circulando, ele aumenta a sua pressão, o que, a longo prazo, gera um endurecimento das artérias.

A obesidade também está intimamente ligada a SAOS. A respiração possui um papel determinante no sono, oxigenação do corpo e alimentação. Repirar mal causa, desde a infância, problemas ortodônticos que afetam a mastigação e favorecem a alimentação inadequada, aumentando o peso corporal. Isso também influencia o esforço para respirar, aumentando as chances dos distúrbios do sono se instalarem.

O tratamento das doenças relacionadas ao sono deve ser interdisciplinar, envolvendo especialistas de diversas áreas da saúde, como odontologia, medicina e fonoaudiologia. Existem basicamente três estratégias: com intervenção cirúrgica, uso do Continuous Positive Airway Pressure (CPAP), uma espécie de máscara que injeta ar por pressão no nariz, e o uso de aparelho intrabucal, que projeta a língua para frente e abre a região da orofaringe que estava obstruída. No entanto nota-se uma melhora significativa em pacientes que adotam exercícios para normalizar o tônus muscular da base da língua e da musculatura da faringe.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.
Imprimir