A arte de deslizar

Sensação nos anos 90, patinação é aliada para entrar em forma

Exercício trabalha principalmente as pernas e o bumbum, mas braços e abdômen também são acionados

20/06/2012 | 06h34
Sensação nos anos 90, patinação é aliada para entrar em forma Fernando Ramos/Agencia RBS
Além dos benefícios musculares, a patinação melhora a área cardiorrespiratória e a coordenação Foto: Fernando Ramos / Agencia RBS

Febre nos anos 1990, a patinação está sendo redescoberta por quem prefere se exercitar ao ar livre e com uma dose alta de desafio. E não são só os jovens que procuram a modalidade — é cada vez mais comum ver a terceira idade se aventurando nos patins.

— Desde que o idoso tenha boa saúde, musculatura adequada e experiência com esse tipo de esporte, o risco é o mesmo daquele enfrentado por um adulto. Ressalte-se que, havendo qualquer acidente, as consequências e o tempo de recuperação podem ser maiores devido à fragilidade dos tendões — afirma o geriatra Renato Maia. Para quem faz uso de medicamentos controlados, é bom prestar atenção aos que têm alguma influência no equilíbrio e nos reflexos, como tranquilizantes e anti-hipertensivos.

A prática é puxada: trabalha bastante as pernas e o bumbum, mas sem deixar de lado os braços, que são acionados para manter o equilíbrio, além da região abdominal, que fica sempre contraída. Em uma hora, é possível queimar cerca de 600 calorias.

— Além dos benefícios musculares, a patinação traz condicionamento físico, melhora a área cardiorrespiratória, a coordenação e o equilíbrio — explica a professora Fátima Figueirêdo.

Equipamentos são essenciais

Para os iniciantes, a dica é respeitar os próprios limites, sem abusar da velocidade e, claro, entender que cair é natural.

Mesmo com os equipamentos de segurança, cair de mau jeito pode resultar em fraturas e lesões.

As quedas assustam, mas a professora Fátima conta que, com acompanhamento de um profissional, é possível até "aprender a cair".

— Quando se aprende com técnica, com uma fase no gramado, onde há mais resistência para que o aluno aprenda a se equilibrar, fica mais fácil — diz.

Antônio Rocha, que faz aulas há dois anos, afirma que sempre foi daqueles que procuram novos desafios. e não se intimida com os tombos.

— É como andar no fio da navalha — brinca.

Benefícios

:: Auxilia no controle do peso

:: Fortalece ossos, músculos, tendões e ligamentos

:: Desenvolve flexibilidade, equilíbrio, agilidade, força e resistência

:: Aumenta a resistência muscular, modela a musculatura dos membros inferiores, especialmente coxas e glúteos

:: Quando o tronco é levemente projetado para frente, trabalha costas e abdômen

:: Auxilia no desenvolvimento da coordenação motora e também melhora o condicionamento respiratório

Fonte: Fonte: Fátima Figueirêdo

Preste atenção

Quer saber onde fazer aulas? O site da Federação Gaúcha de Patinação tem uma lista de escolas e clubes que ministram aulas.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.