Versão mobile

Doses remanejadas

Com 99 casos de gripe A confirmados, RS recebe 500 mil doses de vacina para reforçar prevenção

Secretário anunciou que fez um pedido de mais 100 mil doses ao Ministério da Saúde, mas ainda não há previsão para o repasse

05/07/2012 | 11h10
Com 99 casos de gripe A confirmados, RS recebe 500 mil doses de vacina para reforçar prevenção Joel Rocha/SMCS / Prefeitura de Curitiba
Lavar as mãos com frequência é uma das recomendações para evitar o contágio Foto: Joel Rocha / SMCS / Prefeitura de Curitiba

A Secretaria Estadual da Saúde (SES) do Rio Grande do Sul garantiu um total de 500 mil novas doses de vacina contra a gripe, remanejadas de outros Estados pelo Ministério da Saúde. Os lotes chegaram ao Estado em duas etapas ao longo desta semana, cada uma com 250 mil doses. O secretário da Saúde do RS, Ciro Simoni, anunciou, na manhã desta quinta-feira, o pedido de outras 100 mil doses ao Ministério da Saúde, mas ainda não há previsão para o repasse.

Em mapa, veja as cidades que registraram óbitos em decorrência da gripe A desde 2009

As vacinas extras serão distribuídas às regiões que já apresentam circulação viral da doença, como as cidades de Cruz Alta, Ijuí e Santo Ângelo, além de Porto Alegre. A recomendação da SES e do Ministério da Saúde é de manter a vacinação dos grupos de risco e de doentes crônicos, com ênfase em gestantes e crianças de seis meses a dois anos, que apresentaram as menores coberturas até o momento. No entanto, os municípios terão autonomia para redefinir as orientações conforme a situação de sua região.

Por meio do Centro Estadual de Vigilância em Saúde, a SES informou, na manhã desta quinta-feira, que já foram confirmados 99 casos de gripe A no Estado neste ano. Desse total, resultaram 15 mortes por causa da doença.

Tratamento e prevenção

O secretário Simoni ressalta à população que fique atenta aos sintomas de síndrome gripal (febre, dor de garganta e dores nas articulações, musculares ou de cabeça) e procure atendimento em unidades básicas de saúde.

A SES reforça as orientações para o uso do medicamento Oseltamivir no tratamento de síndromes gripais. A recomendação ressalta a importância em administrar o antiviral, de nome comercial Tamiflu, preferencialmente nas primeiras 48 horas do início dos sintomas. O uso do fármaco é uma das principais ações no combate do vírus Influenza H1N1, causador da Gripe A.

Para tornar mais ágil a solicitação do medicamento, a SES decidiu não mais exigir o preenchimento do formulário de dispensação, basta o médico utilizar o Receituário de Controle Especial.

Confira outros cuidados:

— higienizar as mãos com frequência;

— utilizar lenço descartável para higiene nasal;

— cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;

— higienizar as mãos após tossir ou espirrar;

— evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca;

— não partilhar alimentos, copos, toalhas e objetos de uso pessoal;

— evitar aperto de mãos, abraços e beijo social;

— reduzir contatos sociais desnecessários e evitar, dentro do possível, ambientes com aglomeração;

— evitar visitas a hospitais;

— ventilar os ambientes.

Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.