Versão mobile

Mexa-se

Passar muito tempo sentado pode causar incapacidade física após os 60 anos

Pesquisa aponta que cada hora de inatividade dobra o risco de incapacidade

21/02/2014 | 06h01
Passar muito tempo sentado pode causar incapacidade física após os 60 anos Sabrina Silveira/Especial
Foto: Sabrina Silveira / Especial

Se você tem 60 anos ou mais, deve ficar ainda mais atento ao sedentarismo. Cada hora consecutiva que você passa sentado pode dobrar o risco de desenvolver algum tipo de dependência física, independentemente da quantidade de exercício que você já tenha feito durante o dia, relata um novo estudo do Northwestern Medicine.

A pesquisa é a primeira a mostrar que o comportamento sedentário sozinho já é um fator de risco para a incapacidade física. Em uma situação hipotética: se houver duas mulheres de 65 anos de idade, uma delas sedentária por 12 horas consecutivas por dia e outra sedentária durante 13 horas por dia, também consecutivas, a segunda é 50% mais propensa a desabilitar-se fisicamente, segundo o estudo.

— Conseguimos mostrar que o comportamento sedentário está ligado ao aumento da probabilidade de desenvolver deficiência, independentemente da quantidade de atividade física que você faça. Ser sedentário não é apenas sinônimo de atividade física inadequada— explica a professora Dorothy Dunlop.

A deficiência física é definida por limitações na capacidade de fazer ações básicas como comer, vestir-se, tomar banho, levantar-se da cama e caminhar em uma sala. A incapacidade física aumenta o risco de hospitalização e é uma das principais fontes de custos de cuidados com a saúde.

— Os adultos mais velhos precisam reduzir a quantidade de tempo que passam sentados, seja em frente à TV ou no computador, mesmo que façam exercícios moderados ou vigorosos— diz a professora.

O estudo analisou uma amostra de 2.286 adultos com 60 anos ou mais. O método comparou pessoas em situações de saúde similares e com a mesma quantidade de atividade física realizada. Os participantes usavam acelerômetros para medir o seu tempo de sedentarismo e atividade física. Quanto mais velhas e mais pesadas as pessoas são, mais elas tendem a superestimar os seus exercícios.

Como a investigação examina os números em um dado período de tempo, ela não determina definitivamente que o comportamento sedentário provoca deficiência, mas chama a atenção para o fato de que este é um problema em potencial.

Para reduzir o tempo sentado, a Dorothy faz as seguintes sugestões:

1. Levante-se quando você fala ao telefone ou durante uma reunião de trabalho

2. Quando você vai ao supermercado ou shopping, estacione em um local um pouco mais distante

3. Quando você se levanta para pegar um copo de água, ande pela casa ou escritório

4. Entre pequenas distâncias, caminhe em vez de pegar o carro

5. Use as escadas em vez do elevador, se você é capaz

 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.