Tentativas frustradas

Confira alguns fatores que geram a infertilidade

Segundo especialistas, dificuldade para engravidar pode atingir aproximadamente 15% dos casais

21/03/2014 | 14h18
Confira alguns fatores que geram a infertilidade Emily Cahal/Stock.xchng
Foto: Emily Cahal / Stock.xchng

A fertilidade natural é um processo que envolve as seguintes etapas: ovulação, fecundação e implantação do embrião na cavidade uterina. As chances de um casal conseguir engravidar são de 20%, em média, a cada mês. Após doze meses de tentativas frustradas, é importante investigar se existe algum problema de infertilidade que, neste caso, pode afetar tanto o homem quanto a mulher.

O ginecologista Joji Ueno explica que a infertilidade pode atingir aproximadamente 15% dos casais, não sendo, portanto, um problema raro.

— Também é importante lembrar que alguns casais não apresentam um causa específica para o problema. A investigação pode ser realizada e, ao final, não haver um resultado aparente para a infertilidade — acrescenta.

É importante ressaltar que as causas para justificar a infertilidade podem afetar o homem e a mulher, por isso investigar a saúde do casal é essencial para o sucesso do tratamento. Entre os principais fatores que interferem a fertilidade feminina, destacam-se: endometriose, alterações na ovulação, nas trompas ou no útero.

— Já os homens costumam apresentar dificuldades na formação ou transporte dos espermatozoides e na ejaculação — comenta o especialista.

Os fatores femininos

A endometriose caracteriza-se pela presença de endométrio (revestimento interno) fora do útero. Se a gestação não acontece, o endométrio descama e é eliminado pela menstruação. — Porém, este endométrio pode desenvolver-se em outros locais como ovários, tubas e o peritônio causando dor e infertilidade — ressalta o especialista.

Este é um problema que vem aumentando entre o público feminino e interferindo de forma negativa na questão da maternidade.

Além disso, as mulheres que apresentam menstruações irregulares tendem a serem diagnosticadas com doenças que podem afetar a fertilidade.

— A Síndrome dos Ovários Policísticos, por exemplo, provoca a falta de ovulação e ajuda na formação de ovários com múltiplos microcistos podendo causar infertilidade — detalha o médico.

A faixa etária é outro problema comum para quem deseja engravidar. Afinal, os óvulos se esgotam e, com o passar dos anos, enfrentam redução da quantidade e da qualidade.

— Atualmente, muitas mulheres têm adiado a maternidade. E este é um fator que precisa ser levado em conta — alerta Ueno.

O funcionamento correto das trompas também é essencial para a fecundação. Portanto, qualquer tipo de obstrução ou aderência pode atrapalhar a união entre o espermatozoide e o óvulo, causando infertilidade. E por fim, a presença de miomas ou pólipos no útero ou malformações uterinas também causa infertilidade, embora sejam casos menos frequentes.

Além disso, outros fatores podem ser inimigos da fertilidade, entre eles:

— Excesso de peso.

— Distúrbios alimentares como anorexia e bulimia.

— Depressão.

— Sedentarismo, tabagismo e alcoolismo.

— Distúrbios hormonais.

— Disfunções na tireoide e nas glândulas suprarrenais.

Os fatores masculinos

Qualquer alteração no sistema reprodutor masculino que tem a função de produzir e transportar espermatozoides pode interferir na fertilidade.

— Redução da quantidade, movimentação, forma e capacidade de fertilização podem ser afetados devido à presença de varicocele (varizes nas veias do escroto), infecções, fatores genéticos, alterações hormonais e obstrução dos ductos de transporte — destaca o especialista.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.