Na escola

ONU recomenda cursos de educação sexual em escolas a partir de 12 anos

Ações são necessárias para que os jovens se familiarizem com o uso do anticoncepcional, afirma organização

07/03/2014 | 15h42
ONU recomenda cursos de educação sexual em escolas a partir de 12 anos Flávio Neves/Agencia RBS
Pesquisa mostra que o ensino sobre sexo também pode começar aos 10 anos Foto: Flávio Neves / Agencia RBS

As Nações Unidas, por meio da Organização Mundial de Saúde (OMS), destacaram nesta sexta-feira a importância de realizar cursos de educação sexual nas escolas a partir dos 12 anos para que os jovens se familiarizem com o uso de anticoncepcionais.

Esta diretriz integra as novas recomendações publicadas nesta semana por esta agência da ONU sobre o acesso aos anticoncepcionais para evitar uma gravidez indesejada e sobre a informação relacionada à educação sexual.

— A pesquisa mostra que a melhor idade é a partir dos 12 ou 13, mas pode começar já (...) aos 10 anos — explicou durante uma coletiva de imprensa a diretora do departamento de Saúde Reprodutiva da OMS.

A educação sexual deve ser realizada em casa, mas também na escola, já que "a maioria dos pais não a realizam em casa", em especial na África, explicou à AFP.

Quase 222 milhões de mulheres e de jovens não desejam ficar grávidas ou desejam adiar este momento sem utilizar anticoncepcionais, segundo a OMS.

A agência da ONU recomenda, além disso, que todas as pessoas interessadas no uso de anticoncepcionais possam ter acesso à informação sobre os diferentes métodos existentes.

Com estas medidas, a OMS espera que as adolescentes possam ter a possibilidade de utilizá-los sem a autorização paterna.

VEJA TAMBÉM

     
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.