Versão mobile

Prato saudável

Feijão, ervilha e lentilhas reduzem colesterol ruim, aponta estudo

Apenas uma porção diária já significa uma redução de 5% nos índices

08/04/2014 | 13h01
Feijão, ervilha e lentilhas reduzem colesterol ruim, aponta estudo Mats Heyman,stock.xchng/Divulgação
Foto: Mats Heyman,stock.xchng / Divulgação

Comer apenas uma porção diária de leguminosas como feijão, grão de bico, lentilhas ou ervilhas é possível reduzir significativamente o mau colesterol e o risco de doenças do coração, relatou um novo estudo.

Níveis elevados de colesterol estão associados com um risco aumentado de doença cardiovascular, mas eles podem ser modificados por meio de uma dieta saudável e de outras escolhas no estilo de vida. A maioria das diretrizes de prevenção de doenças crônicas recomendam o consumo de leguminosas não oleaginosas como feijão, grão de bico, lentilhas e ervilhas, juntamente com outros vegetais e frutas, como parte de uma dieta saudável.

O estudo, conduzido por pesquisadores de vários centros no Canadá e nos Estados Unidos, analisou 26 triagens clínicas que incluíram 1.037 pessoas. Apesar das disparidades entre ambas as pesquisas, os cientistas descobriram uma redução de 5% na lipoproteína de baixa densidade (LDL), o colesterol ruim, em pessoas que ingeriram uma porção (3/4 de xícara) de leguminosas não oleaginosas por dia.

Os homens tiveram maior redução dos níveis de colesterol LDL do que as mulheres, possivelmente porque suas dietas eram mais pobres e os níveis de colesterol mais elevados, e o benefício se deu de forma mais acentuada a partir de uma dieta saudável. Alguns participantes do estudo relataram problemas de estômago, como inchaço, flatulência, diarreia ou constipação.

— A redução de 5% em nossa análise sugere uma redução do risco potencial de 5% em grandes eventos vasculares — afirma o autor do estudo, John Sievenpiper.

Ele observam que consumir uma porção por dia "é razoável e não existem efeitos adversos que limitem o consumo".

A ingestão das leguminosas pode ainda ter efeitos benéficos sobre outros fatores de risco cardiometabólicos, incluindo peso corporal, pressão arterial e controle da glicose, verificou a equipe de pesquisadores.

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.