Animais domésticos

Brasileiros preferem cães a gatos, aponta IBGE

Pesquisa Nacional de Saúde mostra que em 44,3% dos lares brasileiros há pelo menos um cachorro

02/06/2015 - 16h20min
Brasileiros preferem cães a gatos, aponta IBGE Júlio Cordeiro/Agencia RBS
Foto: Júlio Cordeiro / Agencia RBS  

A Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) 2013, do IBGE, divulgada nesta terça-feira, revela que os brasileiros preferem ter cachorros a gatos como animais domésticos. Em 2013, em 44,3% dos domicílios havia pelo menos um cão, o que equivale a 28,9 milhões de residências; 17,7% possuíam pelo menos um gato, ou 11,5 milhões de residências. As áreas rurais têm mais bichos (65%). Nos lares em área urbana, o percentual cai para 41%.

A população de cachorros em domicílios brasileiros supera em mais de duas vezes a de gatos. Há hoje 52,2 milhões de cães e 22,1 milhões de gatos criados em domicílio no Brasil.

Conexão entre cão e dono é semelhante a de mãe e filho, afirma estudo
Cães percebem quando mentimos para eles

A média nacional de cachorros é de 1,8 por domicílio; a de gato é de 1,9. A maior proporção de cães é no Sul (58,6%) e a de gatos é no Nordeste (23,6%). Paraná é o estado que lidera o ranking de domicílios com cachorros (60,1%).

Em rede social, mãe relata convívio entre seus filhos e cachorro da família

Segundo a pesquisa, 75,4% dos donos de gato ou cachorro vacinaram todos os animais que possuíam nos doze meses anteriores ao questionário. No Sudeste, o percentual chega a 84,3%, e no Norte, cai para 67,1%. A vacinação completa foi realizada em 79,7% dos lares em área urbana e em 58,2% dos localizados em áreas rurais.

Leia mais notícias de saúde e bem-estar

As informações foram incluídas na PNS porque servem ao Ministério da Saúde para o planejamento de compra de vacinas contra a raiva. Conforme a PNS, em 24,6% das residências os animais não haviam sido vacinados nos 12 meses anteriores à entrevista.

*Agência Estado e Agência Brasil

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.