Dia Mundial de Luta contra a Aids

RS reduz incidência de aids e a transmissão de mãe para filho

Apesar da redução, Estado ainda apresenta a maior taxa de incidência da doença do país

01/12/2016 - 18h33min | Atualizada em 01/12/2016 - 18h40min
RS reduz incidência de aids e a transmissão de mãe para filho Divulgação/Divulgação
Foto: Divulgação / Divulgação

A taxa de incidência de aids no Rio Grande do Sul vem apresentando redução progressiva, passando de 43,1 novos casos por 100 mil habitantes em 2012 para uma taxa 34,7 em 2015. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde (MS) nesta quarta-feira, em alusão ao Dia Mundial de Luta contra a Aids, 1º de dezembro. 

Apesar da redução, o Estado apresenta a maior taxa de incidência da doença do país. Os dados integram o boletim epidemiológico de HIV/aids do Ministério da Saúde.

Leia mais:
Espaço interativo chama atenção para prevenção e combate à aids
Brasil não reduz número de mortes e infecção por aids

O documento aponta também para a tendência de queda da taxa de detecção de aids em menores de cinco anos no Rio Grande do Sul. O dado tem sido utilizado como indicador para monitorar a transmissão vertical (de mãe para filho) do HIV. O Estado apresentou uma redução de 59,1%, passando de 13,2 para 5,2 por 100 mil habitantes, entre os anos de 2003 a 2015. No Brasil, esta taxa passou de 5,6 para 2,5 no mesmo período.

Já a taxa de detecção de gestantes com HIV no Brasil vem apresentando tendência de aumento, sendo de 2,1 casos para cada mil nascidos vivos em 2006, passando para 2,7 em 2015. O Rio Grande do Sul é o Estado que apresenta a maior taxa de detecção de HIV em gestantes desde 2000, atingindo seu ápice em 2015 com 10,1 por mil nascidos vivos.

Dados do boletim apontam ainda uma tendência significativa de queda do coeficiente de mortalidade por aids no Brasil e no Rio Grande do Sul. O país passou de 6,1 óbitos para cada 100 mil habitantes em 2004 para 5,6 em 2015. Já o Estado registrou uma queda dos óbitos, passando de 11,9 para cada 100 mil habitantes em 2004, para 10,2 em 2015.

Leia as últimas notícias

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.