Pensando grande

Com o sonho da tríplice coroa, Grêmio enfrenta o desesperado São Paulo no Morumbi 

Para volante Arthur, ganhar Brasileirão, Copa do Brasil e Libertadores é meta que pode ser alcançada. Lucas Barrios, suspenso, não atua à noite

Por: Luís Henrique Benfica
24/07/2017 - 07h00min | Atualizada em 24/07/2017 - 07h00min
Com o sonho da tríplice coroa, Grêmio enfrenta o desesperado São Paulo no Morumbi  MARCOS BEZERRA/FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO
Foto: MARCOS BEZERRA / FUTURA PRESS/ESTADÃO CONTEÚDO  

Por enquanto, a meta do Grêmio é reduzir a diferença para o Corinthians, ampliada domingo para nove pontos com a vitória da equipe paulista por 1 a 0 contra o Fluminense, no Maracanã. 

Para isso, será preciso manter a rotina de visitante incômodo na partida contra o São Paulo, nesta segunda (24), no Morumbi. A longo prazo, porém, o plano é mais ambicioso. A tríplice coroa está no horizonte dos jogadores, como admitiu o volante Arthur, questionado pelo repórter André Silva, da Rádio Gaúcha, na chegada da delegação a São Paulo.

Até agora, o desempenho nas três competições permite sonhar. O caminho às semifinais da Copa do Brasil já havia ficado escancarado com a goleada por 4 a 0 contra o Atlético-PR no jogo de ida das quartas, dia 28 de junho, na Arena. Com isso, a vaga será garantida até mesmo com uma derrota por 3 a 0, quinta, em Curitiba. Na Libertadores, a perspectiva não é diferente. Ao vencer o Godoy Cruz-ARG, dia 4, em Mendoza, o Grêmio encaminhou a vaga nas quartas de final.

No Brasileirão, três vitórias consecutivas reanimaram o time. A ponto de parcela da torcida contestar a decisão de Renato de preservar titulares mesmo diante da proximidade de jogos da Copa do Brasil e Libertadores.

— Com certeza, sonhamos (com a tríplice coroa). Quem não? Sabemos do nosso potencial. Sabemos que é possível, sim. Agora, isso não virá de graça, nem fácil. Estamos trabalhando para isso. Se vamos conseguir, não sabemos — disse Arthur.

Leia mais:

Renato Portaluppi não faz planos a longo prazo. No máximo, se permite dizer que confia em virada no Brasileirão e insiste em falar em tropeços do Corinthians. Questionado sobre a preservação de titulares em alguns jogos, costuma repetir:

— Quem muito quer, nada tem.

O jogo desta segunda marca a volta de Geromel e Luan, preservados contra o Vitória por dores musculares e Michel, recuperado de uma virose. A baixa é Lucas Barrios, suspenso.

Como o último treino oi fechado, Renato manteve o mistério sobre o substituto. Em boa fase, Fernandinho deverá ser confirmado, o que determinará uma mudança de posicionamento. Luan atuará adiantado e Arthur e Ramiro, a exemplo do que fizeram em Salvador, irão se revezar na posição mais central do campo.

Uma vitória no Morumbi também terá o efeito de manter a distância de Santos e Flamengo, os concorrentes mais próximos na disputa pela segunda colocação na tabela. As duas equipes venceram na rodada e mantém a briga em aberto.

Ao comentar a postura do Grêmio em alguns jogos fora de casa, quando adota um estilo mais defensivo, Arthur diz que se trata de uma adequação às dificuldades que o adversário impõe.

— É uma virtude do nosso time ter a humildade de saber ler o jogo e se retrair quando não estamos tão bem na partida. Não é vergonha, são opções que se adota dentro da partida — diz.

Leia mais:
Adversário do Grêmio, São Paulo apela até para o sal grosso para sair do Z-4 do Brasileirão 

Na zona de rebaixamento, o São Paulo pediu o apoio dos torcedores pelas redes sociais e foi atendido. No início da tarde de domingo, 15 mil ingressos já haviam sido vendidos. A convocação foi feita até mesmo pelo volante Hernanes, recém contratado, e que estará à noite no Morumbi.

O entusiasmo se justifica pela vitória por 1 a 0 contra o Vasco, que interrompeu uma série de nove jogos sem somar três pontos.A única dúvida do técnico Dorival Júnior é entre Lucas Fernandes e Marcinho para o lugar de Wellington Nem, que, por dores no ombro direito, foi vetado para o jogo. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.