Vôlei

Duplas brasileiras começam vencendo na Major Series de Fort Lauderdale de praia

Ricardo/Harley encerram a rodada desta quarta-feira às 22h30 

Por: ZH Esportes
08/02/2017 - 20h12min | Atualizada em 08/02/2017 - 20h12min
Duplas brasileiras começam vencendo na Major Series de Fort Lauderdale de praia CBV / Divulgação/Divulgação
Foto: CBV / Divulgação / Divulgação  

O Brasil começou com importantes vitórias no torneio masculino do Major Series de Fort Lauderdale, nos EUA, nesta quarta-feira. Das cinco duplas na fase de grupos, duas terminaram o dia invictas, liderando suas chaves: Álvaro/Saymon (PB/MS) e Pedro Solberg/Guto (RJ). A rodada desta quarta ainda será encerrada com mais um jogo. O duelo de Ricardo/Harley enfrentando dupla russa, às 22h30 (de Brasília).

Leia mais:
Bento Vôlei enfrenta o Taubaté nesta quarta, no interior paulista
Em busca de vaga nos playoffs, Canoas e Bento entram em quadra fora de casa pela Superliga
Técnico do Canoas, Marcelo Fronckowiak será auxiliar de Renan Dal Zotto na seleção

Pedro Solberg e Guto, que estão apenas no segundo torneio juntos, começaram o dia superando os suíços Beeler e Krattinger por 2 sets a 0 (21/19, 21/14). Horas mais tarde, nova vitória, desta vez sobre os letões Plavins e Regza, também por 2 sets a 0 (21/16, 21/13). Nesta quinta-feira eles entram em quadra em duelo que vale a liderança do grupo D, contra os poloneses Fijalek/Bryl. Guto fez uma análise do bom começo do time.

– Foram dois jogos muito bons, no primeiro estávamos um pouco `travados¿, mas é normal. Nosso primeiro torneio internacional, uma viagem mais longa, é diferente de jogar uma etapa do Circuito Brasileiro. Tivemos algumas dificuldades por ser uma estreia. E eu também estava sem atuar no Circuito Mundial desde agosto do ano passado. Mas o segundo jogo foi melhor e fizemos um bom placar, que vai ajudar no chaveamento. Vamos com tudo por essa liderança amanhã – declarou o defensor eleito `novato¿ de 2016 do Circuito Mundial.

Quem também largou bem foi o time Álvaro Filho/Saymon (PB/MS). No primeiro duelo uma vitória sobre os compatriotas Evandro e André Stein (RJ/ES) por 2 sets a 0 (21/18, 21/17). O segundo triunfo do dia foi sobre os donos da casa, os norte-americanos Doherty e Hyden, novamente pelo mesmo placar, com parciais de 21/17, 21/19. 

Eles fecham o grupo H encarando os austríacos Kunert e Dressler e podem terminar em primeiro na chave mesmo com derrota.

Já Evandro e André Stein se recuperaram do revés no jogo verde e amarelo, vencendo justamente os austríacos Kunert e Dressler no segundo confronto do dia, por 2 sets a 0 (22/20, 21/14). Em terceiro lugar na chave, eles seguem com chances de classificação e encaram os norte-americanos Doherty e Hyden no complemento da rodada.

Os campeões olímpicos Alison e Bruno Schmidt também terminaram o primeiro dia do torneio com uma vitória e uma derrota. Na estreia em Fort Lauderdale, acabaram superados pelos norte-americanos Patterson e Brunner por 2 sets a 0 (21/14, 22/20). A recuperação veio no segundo duelo, com vitória por 2 sets a 0 (21/14, 21/19) sobre os alemães Bennet e David Poniewaz. Eles fecham o grupo C contra os também alemães Bockermann e Fluggen, podendo liderar a chave em caso de vitória e combinação de resultados.

Por fim, Ricardo e Harley (BA/DF) largaram com derrota para os norte-americanos Dalhausser e Lucena, que no último domingo estiveram no Brasil e faturaram o `Gigantes da Praia¿, após vitória sobre os campeões olímpicos Alison e Bruno. Empurrados pela torcida norte-americana, Dalhausser e Lucena conseguiram a vitória por 2 sets a 0 (21/17, 21/18). A dupla do baiano campeão olímpico e do brasiliense, campeão do Circuito Mundial de 2008, volta a jogar ainda nesta quarta, às 22h30, contra os russos Stoyanovskiy/Yarzutkin. Eles seguem com totais chances de classificação à próxima fase.

A temporada 2017 do Circuito Mundial é a trigésima primeira nas competições masculinas e vigésima quinta no gênero feminino. Os eventos da categoria Major dão, aproximadamente, R$ 1,8 milhão em prêmios somando os dois naipes. As duplas campeãs somam 1.200 pontos no ranking que define os campeões da temporada. 

Fort Lauderdale, que fica no estado da Flórida, recebe uma etapa do Circuito Mundial pela segunda vez na história. Em 2015 a cidade litorânea foi sede do World Tour Finals - etapa que encerra o calendário com os melhores do ano - quando Alison/Bruno Schmidt e Larissa/Talita subiram no lugar mais alto do pódio.

*ZHESPORTES

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.