Entre a inflação e a produção

Devedores enfrentam desafio de pôr as contas em dia

Juros altos alimentam inadimplência, situação agravada pelo avanço do desemprego

10/01/2017 - 22h12min | Atualizada em 11/01/2017 - 01h25min
Devedores enfrentam desafio de pôr as contas em dia Omar Freitas/Agencia RBS
Bruna renegociou dívidas e disse que vai passar a comprar somente à vista Foto: Omar Freitas / Agencia RBS  

As altas taxas de juro cobradas no Brasil alimentam os índices de inadimplência, quadro também agravado pelo crescimento do desemprego. A bola de neve do endividamento atingiu o trabalhador do ramo hoteleiro Mateus Lemos, 29 anos. No intervalo de seis meses que ficou sem trabalho, viu seus compromissos saltarem de valor. Nas três parcelas atrasadas na compra de um veículo, teve de pagar juro de 300%.

– E isso que foi renegociado – pondera Lemos, que agora, recolocado, tenta fazer o mesmo com as prestações de compras feitas em lojas.

Leia mais:
Pronunciamento de Trump vai condicionar decisão sobre corte de juro 
Mercado reduz projeção de inflação para 4,81% em 2017, aponta BC
Diesel refresca índice oficial, mas pesa em outro indicador

Apesar de o crédito consignado ser considerado uma das modalidades mais baratas do mercado, a aposentada Ivone Antunes Dutra, 66 anos, também não escapou de ter de pagar muito acima da quantia que tomou de empréstimo.

– Peguei R$ 5 mil em 60 meses. Paguei R$ 9 mil – conta a aposentada, com o valor quitado.

A vendedora desempregada Bruna Vasconcellos, 23 anos, conseguiu renegociar as dívidas que tinha nos crediários de lojas, e agora vai atrás de acertar dívida com um dentista que, em pouco mais de um ano, saiu de R$ 300 para R$ 477. O esforço é para manter o nome limpo nos serviços de proteção ao crédito. Mas uma lição ela diz ter aprendido.

– O juro do cartão de crédito é muito alto. A partir de agora, vou comprar apenas à vista – afirma Bruna.

Lemos ficou sem trabalho por seis meses e, atualmente, busca ajustar seus débitos no mercado

Bruna renegociou dívidas com lojistas e disse que, a partir de agora, vai comprar somente à vista

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.