Ataques na tribuna

Jair Bolsonaro repete que não "estupra" Maria do Rosário porque ela "não merece"

Deputado progressista fez discurso contra os direitos humanos depois que a deputada petista criticou a Ditadura Militar

09/12/2014 - 17h18min | Atualizada em 12/12/2014 - 10h23min
Jair Bolsonaro repete que não "estupra" Maria do Rosário porque ela "não merece" Gustavo Lima/Câmara dos Deputados,Divulgação
Foto: Gustavo Lima / Câmara dos Deputados,Divulgação

Depois de ouvir um discurso em que deputada e ex-ministra dos Direitos Humanos Maria do Rosário (PT-RS) criticou a ditadura militar na sessão desta terça-feira, o deputado Jair Bolsonaro (PP-RJ) repetiu que não a estuprava porque ela “não merece”.

— Há poucos dias você me chamou de estuprador e eu falei que não ia estuprar você porque você não merece. Fica aqui para ouvir, Maria do Rosário — gritou da tribuna.

Bancada do PT ingressará com denúncia-crime contra Bolsonaro

Em seguida, Bolsonaro iniciou um discurso contra os direitos humanos:

— No Brasil, o Dia Internacional dos Direitos Humanos é o Dia Internacional da Vagabundagem. Os direitos humanos no Brasil só defendem bandidos, estupradores, marginais e até corruptos — afirmou o progressista.

Depois, o político ainda aproveitou seu tempo para criticar o PT e a atual administração da presidente Dilma Rousseff.

"Serei opção para candidato à Presidência em 2018", diz Bolsonaro
O que a supervotação de Bolsonaro e Feliciano revela sobre o Brasil


Veja o vídeo da TV Câmara reproduzido por um canal no Youtube:



Bolsonaro usou mesmas ofensas em 2003

Não é a primeira vez que Bolsonaro diz que não estupraria Maria do Rosário porque ela “não merece”. Ele usou as mesmas ofensas durante uma discussão com a deputada em 2003.

Confira mais notícias sobre política
Leia as últimas notícias de Zero Hora


O bate-boca, que ocorreu no Congresso Nacional, durante uma entrevista que Bolsonaro dava a um canal de televisão, iniciou por causa da maioridade penal. O progressista defendeu que adolescentes  com mais de 16 anos devem ser penalmente imputáveis, mas Maria do Rosário reagiu de forma contrária.

Na sequência, Bolsonaro afirmou que ela o chamava de estuprador, e a deputada respondeu que ele   “promovia” o estupro. Com isso, ele rebateu que não a estupraria porque ela não merecia.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.