Operação da PF

Lista mostra 74 investigados na Zelotes e inclui empresas e partido político, diz jornal

Polícia Federal apura esquema de corrupção para reduzir ou zerar valores contestados junto à Receita Federal

01/04/2015 - 11h02min

Uma lista com mais de 70 empresas investigadas na Operação Zelotes, que apura possível esquema de corrupção no Conselho de Administração de Recursos Fiscais (Carf), foi divulgada nesta quarta-feira pelo jornal Folha de S. Paulo.

Segundo a Polícia Federal, a fraude consistiria na negociação para reduzir ou zerar valores tributários contestados junto ao Carf.

Entre as citadas na lista obtida pelo jornal, estão companhias de grande porte como Petrobras e TIM, além de empresas gaúchas como RBS, Gerdau, Marcopolo, Mundial-Eberle, Évora, Copesul e Avipal/Granoleo.

Também constam empresas do mercado financeiro como o Bank Boston e o Santander e o Bradesco. Na edição desta quarta-feira, o jornal O Globo teve acesso a relatório da PF que mostraria uma negociação de um suborno de R$ 28 milhões entre um conselheiro do Banco Safra e conselheiros do Carf. Na terça-feira, a Agência Estado havia divulgado que a Zelotes também investiga o Partido Progressista.

A maioria das empresas que consta na lista não se manifestou ou disse à Folha não ter conhecimento da apuração. Em nota, o Grupo RBS informou que “desconhece a investigação e nega qualquer irregularidade em suas relações com a Receita Federal”. O Grupo Gerdau reiterou que não foi contatado por nenhuma autoridade pública declarou ter “rigorosos padrões éticos na condução de seus pleitos junto aos órgãos públicos”. A Évora afirmou que não foi comunicada da operação, desconhece a inclusão de seu nome, segue rigorosos padrões éticos nos negócios e pleitos junto a órgãos públicos e utiliza só “escritórios de advocacia de primeiríssima linha”. Em nota, a Marcopolo disse não ter conhecimento sobre a investigação. A Braskem, proprietária da Copesul, afirmou não ter nada a declarar pois a investigação é relativa a um período em que a Copesul não fazia parte da empresa. A Mundial-Eberle afirmou desconhecer as informações e não ter sobre o que se pronunciar.

O procurador da República Frederico Paiva, um dos responsáveis pela Operação Zelotes, deve pedir na segunda-feira ao juiz da 10ª Vara Federal do Distrito Federal, responsável pelo processo, a quebra do sigilo da denúncia para evitar vazamento seletivo dos dados da investigação. Um primeiro pedido foi negado pela Justiça.

​Deflagrada na semana passada, a Operação Zelotes descobriu um esquema de fraude no Carf, por meio do qual uma quadrilha, segundo a Polícia Federal, fazia um "levantamento" dos grandes processos no conselho, procurava empresas com altos valores contestados junto ao Fisco e oferecia "facilidades", como anulação de multas.

Jornal cita 28 empresas investigadas na Operação Zelotes
Leia as últimas notícias do dia

Confira a lista das empresas que estariam sendo investigadas pela PF, segundo o jornal Folha de S. Paulo, e dos valores contestados:

Banco Santander - R$ 3,34 bilhões
Banco Santander 2 - R$ 3,34 bilhões
Bradesco - R$ 2,75 bilhões
Ford - R$ 1,78 bilhões
Gerdau - R$ 1,22 bilhões
Boston Negócios - R$ 841,26 milhões
Safra - R$ 767,56 milhões
Huawei - R$ 733,18 milhões
RBS - R$ 671,52 milhões
Camargo Correa - R$ 668,77 milhões
MMC-Mitsubishi - R$ 505,33 milhões
Carlos Alberto Mansur - R$ 436,84 milhões
Copesul - R$ 405,69 milhões
Liderprime - R$ 280,43 milhões
Avipal/Granoleo - R$ 272,28 milhões
Marcopolo - R$ 261,19 milhões
Banco Brascan - R$ 220,8 milhões
Pandurata - R$ 162,71 milhões
Coimex/MMC - R$ 131,45 milhões
Via Dragados - R$ 126,53 milhões
Cimento Penha - R$ 109,16 milhões
Newton Cardoso - R$ 106,93 milhões
Bank Boston banco múltiplo - R$ 106,51 milhões
Café Irmãos Júlio - R$ 67,99 milhões
Copersucar - R$ 62,1 milhões
Petrobras - R$ 53,21 milhões
JG Rodrigues - R$ 49,41 milhões
Evora - R$ 48,46 milhões
Boston Comercial e Participações - R$ 43,61 milhões
Boston Admin. e Empreendimentos - R$ 37,46 milhões
Firist - R$ 31,11 milhões
Vicinvest - R$ 22,41 milhões
James Marcos de Oliveira - R$ 16,58 milhões
Mário Augusto Frering - R$ 13,55 milhões
Embraer - R$ 12,07 milhões
Dispet - R$ 10,94 milhões
Partido Progressista - R$ 10,74 milhões
Viação Vale do Ribeira - R$ 10,63 milhões
Nardini Agroindustrial - R$ 9,64 milhões
Eldorado - R$ 9,36 milhões
Carmona - R$ 9,13 milhões
CF Prestadora de Serviços - R$ 9,09 milhões
Via Concessões - R$ 3,72 milhões
Leão e Leão - R$ 3,69 milhões
Copersucar 2 - R$ 2,63 milhões
Construtora Celi - R$ 2,35 milhões
Nicea Canário da Silva - R$ 1,89 milhão
Mundial - Zivi Cutelaria - Hércules - Eberle - Não Disponível
Banco UBS Pactual SA N/D
Bradesco Saúde N/D
BRF N/D
BRF Eleva N/D
Caenge N/D
Cerces N/D
Cervejaria Petrópolis N/D
CMT Engenharia N/D
Dama Participações N/D
Dascan N/D
Frigo  N/D
Hidroservice N/D
Holdenn N/D
Irmãos Júlio N/D
Kanebo Silk N/D
Light N/D
Mineração Rio Novo N/D
Nacional Gás butano N/D
Nova Empreendimentos N/D
Ometo N/D
Refrescos Bandeirantes N/D
Sudestefarma/Comprofar N/D
TIM N/D
Tov N/D
Urubupungá N/D
WEG N/D
Total - R$ 19,77 bilhões

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.