Missões

Duas adolescentes morrem após carro com sete ocupantes bater em árvore em Santo Ângelo

Vítimas foram identificadas como Fernanda Leobelt Borges, 16 anos, e Larissa Dutra Tasch, 17 anos

Por: Zero Hora
13/01/2017 - 09h33min | Atualizada em 13/01/2017 - 19h51min
Duas adolescentes morrem após carro com sete ocupantes bater em árvore em Santo Ângelo Polícia Civil/Divulgação
Foto: Polícia Civil / Divulgação  

Duas adolescentes morreram após um veículo Astra bater em uma árvore, na madrugada desta sexta-feira, em Santo Ângelo, na região das Missões. Conforme informações da Polícia Civil, outras cinco pessoas, que também estavam no carro, ficaram feridas. 

Leia mais
Colisão frontal mata dois motoristas na ERS-153, em Ernestina

As jovens mortas foram identificadas como Fernanda Leobelt Borges, 16 anos, e Larissa Dutra Tasch, 17 anos. De acordo com a Polícia Civil, o corpo de uma delas foi encontrado dentro do porta-malas do carro. O acidente aconteceu por volta das 4h, na Avenida Rio Grande do Sul, na zona sul de Santo Ângelo. Todos os jovens eram residentes de Santo Ângelo e estariam voltando de uma festa no bairro Santa Fé, conforme o delegado plantonista Marcus Vinicius Viafore, que atendeu o caso.

Quatro vítimas ainda estão internadas no Hospital de Santo Ângelo. Segundo a assessoria de comunicação do local, Willian de Lima Fabrim, 19 anos, Paulo Ricardo Kic do Nascimento, 19 anos e Andressa Dutra Tatsch, 15 anos estão na UTI — o quadro clínico de Andressa e Nascimento é estável e o de Fabrim é gravíssimo. Maria Eduarda do Santos Bueno,15 anos, passou por cirurgia no fêmur, na tarde desta sexta, e foi encaminhada para o quarto após o procedimento. A situação médica dela é estável.

O motorista do veículo, Wellington Andrei Santos, 20 anos, também foi encaminhado ao centro médico, mas foi liberado após ser medicado, pois não possuía ferimentos graves. Ele foi conduzido pela Polícia Civil ao Presídio Regional de Santo Ângelo após ser preso em flagrante. Segundo a Delegacia de Polícia (DP) de Santo Ângelo, Santos será investigado por homicídio doloso (com intenção de matar) na condução de veículo. 

— Antes de ser encaminhado ao presídio, o Wellington não quis prestar depoimento e disse que só vai falar em juízo.  As outras quatro vítimas estão hospitalizadas. Isso dificulta a investigação nesse primeiro momento. Tudo leva a crer que o veículo estava em alta velocidade, mas só a perícia vai conseguir atestar isso — afirmou Viafore. 

Ainda segundo o delegado plantonista, a condução do veículo com sete pessoas a bordo — duas a mais do que o permitido no carro envolvido no acidente — seria uma dos agravantes utilizados para justificar a investigação por homicídio doloso.

O condutor não passou pelo teste de embriaguez, porque, segundo a polícia, ele havia sido medicado, e isso poderia influenciar no resultado. A perícia está trabalhando para esclarecer a dinâmica do acidente e porque um dos corpos estava dentro do porta-malas.

As duas vítimas estão sendo veladas na funerária Bom Jesus, no centro da cidade. Segundo o setor de informações do estabelecimento, as duas serão enterradas na manhã de sábado por volta das 9h. Larissa será sepultada no Cemitério Municipal Padre Roque Gonzáles, e Fernanda no Cemitério Municipal Sagrada Família, conforme a funerária.

*Zero Hora com informações da Rádio Gaúcha

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.