Trânsito

Número de mortes no trânsito cai pela metade no feriadão de Páscoa no RS

Foram nove vítimas desde quinta-feira nas rodovias gaúchas, contra 18 no ano passado

17/04/2017 - 05h51min | Atualizada em 17/04/2017 - 10h02min
Número de mortes no trânsito cai pela metade no feriadão de Páscoa no RS Divulgação / Polícia Rodoviária Federal/Polícia Rodoviária Federal
Acidente em Cachoeira do Sul causou morte de mãe e filha na BR-153 Foto: Divulgação / Polícia Rodoviária Federal / Polícia Rodoviária Federal  

O feriadão de Páscoa deste ano registrou metade do número de mortes no trânsito em relação a 2016 no Rio Grande do Sul. Foram nove vítimas entre o meio-dia de quinta-feira e a manhã desta segunda-feira, contra 18 no ano passado. O período de contagem do Grupo RBS segue até o meio-dia e ainda inclui outras mortes violentas, como assassinatos, afogamentos e incêndios, número que também apresentou queda.

Um dos casos mais graves envolveu a morte de mãe, de 49 anos, e filha, de cinco anos, no fim da tarde de domingo na BR-153, em Cachoeira do Sul, na Região Central. Elas viajavam no sentido Novo Cabrais-Cachoeira do Sul, quando a motorista perdeu o controle. O veículo saiu da pista e colidiu contra uma árvore na altura do km 370. As vítimas, cujos nomes não foram divulgados, eram as únicas ocupantes do veículo e morreram no local. 

Leia mais:
Atraso da duplicação da BR-116 deixa obra R$ 416 milhões mais cara
Menino de nove anos morreu por bala perdida em meio à guerra do tráfico
Alunos de campus da UFRGS vivem rotina de assaltos e violência

Acidente causou morte de adolescente em São Leopoldo Foto: Corpo de Bombeiros / Divulgação

Outro acidente do fim de semana causou a morte de Maiara Caroline de Andrade Maciel, 17 anos. Na madrugada de domingo, o Palio em que ela e mais quatro jovens estavam colidiu contra um poste, em São Leopoldo, no Vale do Sinos. O carro era conduzido pela prima da vítima Nathalia Andrade de Almeida, 20 anos, que não tinha Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e apresentava sinais de embriaguez, segundo a Brigada Militar (BM). Houve flagrante, e ela foi indiciada por homicídio culposo (sem a intenção de matar). 

Houve acidentes com morte, ainda, em Pelotas e Redentora, no sábado, em Cachoeirinha, Capão do Leão e Pelotas, na sexta-feira, e em Santo Antônio da Patrulha, na quinta-feira.

No total de mortes violentas, o Rio Grande do Sul também registrou queda no número de vítimas ao longo do feriadão de Páscoa. Ao todo, em 2016, de 24 a 28 de março, houve 42 mortes violentas em quatro dias de contagem — 26 assassinatos e 18 mortes em acidentes de trânsito. Neste ano, entre 13 e 17 de abril, foram registradas 28 até a manhã desta segunda-feira —, além das nove mortes no trânsito, 17 foram homicídios, uma ocorreu em um incêndio e outra por afogamento.

Leia as últimas notícias de ZH

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.