Crise na segurança

Ministro garante tropas federais em Vitória até final da greve da PM

Raul Jungmann esteve na manhã desta sábado no Espírito Santo e afirmou que "Vitória caminha para recuperar a normalidade" 

Por: Guilherme Mazui - Direto de Vitória
11/02/2017 - 13h11min | Atualizada em 11/02/2017 - 13h35min
Ministro garante tropas federais em Vitória até final da greve da PM Fred Loureuri/Secom-ES
Jungmann (à direita), ao lado do governador em exercício do ES, César Colnago, garantiu apoio federal ao estado capixaba Foto: Fred Loureuri / Secom-ES  

Em sua segunda visita ao Espírito Santo em uma semana, o ministro da Defesa, Raul Jungmann, garantiu na manhã deste sábado que as tropas federais ficarão na Grande Vitória o tempo que for necessário, no aguardo do término da greve da polícia militar. Até o momento, 3,1 mil homens, entre Forcas Armadas e Força Nacional, atuam no Estado.

- Nós não vamos vacilar. Missão dada é missão cumprida - disse o ministro.

Jungmann chegou ao Espírito Santo em uma comitiva de ministros, que auxilia nas discussões para encerrar a greve e garantir a segurança dos capixabas. O titular da Defesa teve uma reunião com representantes do governo do Estado em um batalhão do Exército em Vila Velha. Também participaram os ministros Antonio Imbassahy (Secretaria de Governo), general Sergio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) e José Levi (Justiça). 

O grupo terá um novo encontro com o governo do Estado no Palácio Anchieta. O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também está em Vitória e deve conversar com as autoridades locais.
A comitiva de ministros desembarcou na Grande Vitória em um momento de frustração da população, que esperava o fim da paralisação da PM. O governo capixaba anunciou na sexta-feira um acordo com as associações de policiais para encerrar a greve na manhã de sábado, porém a tropa não voltou às ruas e as esposas e filhas dos PMs seguem acampadas em frente aos batalhões e companhias.

Depois de anúncio de acordo, mulheres de PMs seguem com bloqueio de quartéis no ES
Mobilização de mulheres de PMs prossegue pelo segundo dia no Rio

Jungmann voltou a criticar a greve. Segundo ele, o efetivo de 3,1 mil homens das tropas federais já é maior que o empregado pela PM em suas operações diárias. O ministro destacou que na segunda-feira, quando esteve em Vitória, viu uma "cidade fantasma", situação que já melhorou.

- Vitória caminha para recuperar a normalidade. Desde que a força chegou, não ocorreram mais saques e arrombamentos, e o número de homicídios caiu - afirmou.

Neste sábado, os ônibus voltaram a circular de forma parcial na região metropolitana. Militares fazem a proteção dos terminais e garagens. No comércio, o número de lojas abertas aumentou na comparação com os últimos dias.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.