Litoral Norte 

Dupla de palhaços é atacada por homem vestido de ninja em Osório

Vítimas estavam trabalhando na divulgação de uma loja no momento da agressão. Um dos palhaços teve uma fratura no braço após ser derrubado da perna de pau que utilizava 

Por: Zero Hora
23/07/2017 - 23h28min | Atualizada em 24/07/2017 - 08h07min
Dupla de palhaços é atacada por homem vestido de ninja em Osório Rovani Brandão/Divulgação
Palhaços Tarantela (com microfone) e Danoninho durante o trabalho no mesmo dia do ataque Foto: Rovani Brandão / Divulgação  

Um homem foi preso, no sábado (22), em Osório, no Litoral Norte, após atacar dois palhaços no centro da cidade. O caso aconteceu na última sexta-feira (21). Conforme a Polícia Civil do município, o agressor estava vestido de ninja e portava uma réplica de espada samurai durante a ação.

Leia mais:
Gate é acionado após descoberta de mala abandonada em Novo Hamburgo
Criminosos rendem 30 pessoas em festa de aniversário no Vale do Rio Pardo
Segue foragido um dos presos que escaparam da cela do Deic, em Porto Alegre

As vítimas do ataque são Rovani Brandão, conhecido como palhaço Tarantela, e Luís Filipe Ávila, que usa o nome profissional de Danoninho. A dupla trabalhava na divulgação de uma loja no momento da agressão. Ávila quebrou um dos braços após cair da perna de pau que utilizava durante o trabalho e terá que passar por cirurgia.

— Estávamos trabalhando desde o período da manhã e na parte da tarde (de sexta). Por volta das 16h, fomos surpreendidos por um homem vestido de ninja com uma espada. Ele puxou a perna de pau do meu colega de trabalho Danoninho e arremessou minha caixa de som contra o meu carro, que estava estacionado no local. Depois que ele derrubou o Danoninho, colocou a espada no pescoço dele — disse Tarantela.

O palhaço afirmou que pessoas que estavam em outros estabelecimentos no entorno tentaram conter o rapaz que atacou a dupla, mas o suspeito conseguir fugir correndo. Tarantela disse que espera justiça para "poder trabalhar tranquilo" e deixar sua família menos preocupada. A vítima destacou que o agressor deve ser preso ou internado, pois é "uma ameaça à sociedade".

O delegado João Henrique Gomes de Almeida, titular da Delegacia de Polícia (DP) de Osório, afirmou que a mãe do suspeito o apresentou à polícia no sábado após a repercussão do caso. A mulher afirmou que seu filho sofre de doença mental. O artefato utilizado no ataque aos palhaços foi apreendido e o rapaz, liberado após depoimento. A arma não era afiada, conforme Almeida. A identidade do suspeito não foi divulgada pela polícia. 

— Vamos seguir investigando o caso nessa semana. A princípio, o agressor vai responder por lesão corporal, mas vamos esperar a chegada dos laudos médicos dele para decidir os próximos passos do inquérito — disse o delegado.

*Zero Hora

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.