Após virar réu

Lula: estou triste que Moro tenha aceitado denúncia, mesmo ela sendo uma farsa

Ex-presidente disse que é um homem de consciência "muito tranquila" e não quer privilégios

Por: Estadão Conteúdo
20/09/2016 - 20h16min | Atualizada em 20/09/2016 - 20h16min
Lula: estou triste que Moro tenha aceitado denúncia, mesmo ela sendo uma farsa Heinrich Aikawa/Instituto Lula
Foto: Heinrich Aikawa / Instituto Lula

O ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta terça-feira, que o Brasil vive momento de anomalia política, onde o que menos importa é a verdade. Falando em uma transmissão ao vivo para um evento em apoio a ele em Nova York, Lula disse que é um homem de consciência "muito tranquila" e não quer privilégios. 

— Estou triste que o juiz (Sergio) Moro aceitou a denúncia contra mim, mesmo sendo uma farsa, uma grande mentira — diz Lula. — Mas temos advogados e vamos brigar e vamos continuar lutando.

— Se alguém apresentar uma prova, não estou pedindo duas, apenas uma prova contra mim, quero ser julgado como qualquer cidadão brasileiro. Eu não quero privilégio, eu não quero mentira — disse o ex-presidente arrancando aplausos da plateia, que gritava "Lula, guerreiro do povo brasileiro".

Leia mais
Defesa de Lula diz que Moro e procuradores "formam um time"
Por que Sergio Moro colocou Lula no banco dos réus da Lava-Jato
Leia a íntegra da decisão que tornou ex-presidente Lula réu na Lava-Jato

— As coisas estão funcionando de forma tão absurda (no Brasil), que dois dias após o impeachment da presidente Dilma ser votado no Senado eles mudaram a lei — disse o ex-presidente mencionando a regra das pedaladas fiscais. — Sou um profundo respeitador da instituição Ministério Público e sou profundo respeitador da tese de todos são iguais perante a lei — disse Lula, destacando que um ex-presidente tem que ter o mesmo tratamento que um servente de pedreiro ou um carpinteiro.

— Este é o princípio fundamental da minha vida. Mas não posso aceitar o que está acontecendo no Brasil neste instante, onde o que menos importa é a verdade. 

Na última semana, disse ele, alguns representantes do MP fizeram "espetáculo de pirotecnia" para mostrar acusações ao Lula, disse ao falar de quando sua denúncia na Lava-Jato foi apresentada em Curitiba. 

— Ninguém pode ser julgado por convicção de um promotor.

— Quero que as pessoas compreendam que fui presidente do Brasil. Talvez eu seja um intruso na história republicana brasileira — disse o ex-presidente, destacando que "talvez não estivesse previsto" um ex-metalúrgico virar presidente do país e fazer transferência de renda. 

Com esta declaração, Lula arrancou aplausos da plateia, em um restaurante em Manhattan.

— Nenhum cidadão do mundo hoje está mais indignado do que eu —  afirmou Lula. Para ele, no Brasil antes, só pobre era preso e é importante que ricos sejam presos, mas desde que haja provas. 

— Eu duvido que tenha empresário minimamente sério neste país que tenha coragem de dizer que o Lula pediu um dólar para ele.

Leia as últimas notícias sobre a Operação Lava-Jato

*Estadão Conteúdo

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.