Previdência

Relator indica que idade mínima para aposentadoria de mulheres será de 62 anos

Decisão sobre mudança no texto da reforma da Previdência foi confirmada pelo deputado Arthur Maia (PPS-BA)

Por: Estadão Conteúdo e Zero Hora
18/04/2017 - 11h43min | Atualizada em 18/04/2017 - 13h58min
Relator indica que idade mínima para aposentadoria de mulheres será de 62 anos Antonio Cruz/Agência Brasil
Foto: Antonio Cruz / Agência Brasil  

Com o adiamento da apresentação do parecer sobre o texto da reforma da Previdência, o governo ganha mais um dia para organizar as alterações na proposta original. Uma delas foi adiantada após o café da manhã no Palácio do Planalto, nesta terça-feira. De acordo com o jornal Folha de S.Paulo, o relator da reforma da Previdência, deputado Arthur Maia (PPS-BA), confirmou que a idade mínima para aposentadoria das mulheres.

No texto original, homens e mulheres teriam de esperar até os 65 anos para se aposentar. Pela mudança sinalizada por Maia, o parecer vai fechar em 62 anos a idade mínima para a aposentadoria das mulheres e manter em 65 anos a dos homens. O tempo mínimo de contribuição deve ser mantido em 25 anos para ambos.

Leia também:
ÁUDIO: "Nenhum brasileiro vai se aposentar antes dos 60", diz Marun
Leitura do relatório da reforma da Previdência é adiada para a quarta-feira
Reforma da Previdência a ser aprovada será algo entre 70% e 80% do original

Outras mudanças indicadas pelo relator, segundo a Folha:

— a idade mínima não deve ser alterada conforme suba a expectativa de vida da população.

— a regra de transição, que começava aos 45 anos para as mulheres e aos 50 para os homens deve passar para 53 e 55, respectivamente. Essa idade deve aumentar a cada dois anos em 11 meses para mulheres e um ano para homens a partir de 2020.

— o pedágio da regra de transição também deve ser alterado e passar de 50% para 30%.

O parecer de Arthur Maia seria apresentado no final da manhã desta terça, mas foi adiado e será lido na comissão especial da reforma da Previdência na Câmara às 19h desta quarta. A expectativa do governo é de que a votação ocorra em maio.

Meirelles também sinalizou mudança

Sinais da decisão já tinham sido emitidos pelo ministro da Fazenda, Henrique Meirelles. Pela manhã, ele falou sobre a diferenciação na idade mínima:

— Não há definição ainda, na medida em que o relatório será apresentado amanhã (quarta-feira), mas a visão do relator (o deputado Arthur Maia) é algo que se situa ao redor de 62 anos (para as mulheres; 65 anos para os homens) — disse.

Meirelles participou, no início da manhã, no Palácio da Alvorada, do café da manhã marcado pelo presidente Michel Temer com outros ministros e deputados da base aliada do governo. 

Segundo Meirelles, entre 70% e 80% da proposta original será mantida no parecer do relator:

— É um reforma que está dentro dos parâmetros que nós definimos como importante para que o equilíbrio fiscal do país seja restabelecido e, portanto, a negociação é da maior relevância — disse. 

Durante esta terça-feira, as articulações sobre a reforma da Previdência devem continuar em Brasília. O presidente Michel Temer deve se reunir nesta tarde com os líderes da base aliada no Senado.

Mudança na idade mínima também foi confirmada por líder do governo

O líder do governo no Congresso, deputado André Moura (PSC-SE), afirmou que a idade mínima das mulheres será fixada em 62 anos no relatório do deputado Arthur de Oliveira Maia (PPS-BA). A decisão atende a um pleito da bancada feminina da Câmara, composta por 55 deputadas. Moura disse que a decisão deve ser anunciada em breve por Maia em coletiva na Câmara dos Deputados.

Mais cedo, a coordenadora da bancada feminina na Câmara, a deputada Soraya Santos (PMDB-RJ) afirmou que a idade mínima menor para as mulheres era uma "questão emblemática" para elas. 

— Para mostrar que o Brasil precisa fazer o dever de casa. A maioria das mulheres tem dupla jornada no trabalho e em casa, ganha salários menores — disse.

O fechamento em torno dos 62 anos é uma vitória da bancada em relação ao governo e a equipe econômica que queria tentar pelo menos reduzir dos 65 para os 63 anos.

Leia as últimas notícias de Política

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.