Em comunicado

Movimento Vem Pra Rua pede renúncia de Temer 

Grupo diz que o "Brasil está sendo passado a limpo" e pede que políticos corruptos sejam eliminados da vida pública 

Por: Zero Hora
26/05/2017 - 20h34min | Atualizada em 26/05/2017 - 20h34min

O movimento Vem Pra Rua lançou comunicado, nesta sexta-feira (26), pedindo a renúncia do presidente Michel Temer. Em nota divulgada nas redes sociais, o grupo também pede o cumprimento do que é previsto na Constituição.

"Nossa guerra é contra a corrupção. Contra um sistema que espraiou-se nos governos de Lula e Dilma como uma doença, por todos os lados, em todos os partidos", diz um trecho do manifesto.

Leia mais
ÁUDIOS: Ouça a íntegra da gravação do diálogo de Temer e dono da JBS
Quais são os nomes cotados para substituir Temer na Presidência
Impeachment: por que a situação de Temer é diferente da de Dilma

O Vem Pra Rua apoiou o impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e foi atuante em diversos atos contra a petista, afastada no ano passado.

No comunicado, o movimento também destaca que a retomada do crescimento do país não pode "servir de escudo para a manutenção da corrupção e o desmonte da Operação Lava-Jato".

O grupo diz que o "Brasil está sendo passado a limpo" e pede que políticos corruptos sejam eliminados da vida pública. Entre os citados na nota, estão os ex-presidentes José Sarney (PMDB), Luiz Inácio Lula da Silva (PT) e Dilma Rousseff (PT).

"Os brasileiros não aceitam nem admitem mais serem governados e representados por corruptos", reforça o Vem Pra Rua no documento.

Na semana passada, o movimento cancelou ato contra o presidente Temer, logo após as revelações da delação da JBS, alegando "motivos de segurança". No comunicado desta sexta, o grupo não convoca novas manifestações.

Leia as últimas notícias sobre a delação da JBS

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.