Equívoco

Agenda de Temer chama Rússia de República Socialista e Soviética

Nome usado pela presidência foi utilizado entre 1917 e 1991, durante a União Soviética; atualmente, a alcunha oficial é Federação Russa

Por: Zero Hora
19/06/2017 - 17h05min | Atualizada em 19/06/2017 - 19h45min
Agenda de Temer chama Rússia de República Socialista e Soviética /
 

A agenda de Michel Temer errou o nome da Rússia ao descrever o destino da viagem do presidente, que embarcou no início da tarde para Moscou. O site oficial da presidência, na manhã desta segunda-feira (19) descreveu como compromisso "Partida de Brasília para República Socialista Federativa Soviética da Rússia". A alcunha do país foi trocada, mas não a tempo de passar despercebida.

Leia mais:
O que Temer vai fazer em viagem à Rússia e à Noruega
VÍDEO: "Criminosos não sairão impunes", diz Temer sobre entrevista de Joesley

Temer entra com duas ações na Justiça contra Joesley Batista

Desde 1991, a Rússia se chama Federação Russa. O nome descrito pela agenda de Temer era usado antes do fim da União Soviética. Por telefone, a assessoria de imprensa do Palácio do Planalto reconheceu o erro e disse que a informação foi corrigida.

Temer embarcou no início da tarde para uma agenda de quatro dias na Rússia e na Noruega. Na pauta, a busca por comércio, investimentos e cooperação. 

Enquanto na primeira parada a agenda será eminentemente econômica, na segunda ele deverá ouvir críticas a medidas aprovadas pelo Congresso, que reduzem áreas de preservação ambiental.

No Planalto, antes de iniciar a viagem, impetrou duas ações contra Joesley Batista, do Grupo JBS. Uma das ações foi por danos morais, onde pede indenização financeira. A segunda é uma queixa crime, por difamação, calúnia e injúria, crimes contra a honra. Temer decidiu acionar o advogado do PMDB, Renato Oliveira Ramos, para o representar contra o empresário. A ação criminal foi impetrada na Justiça Federal e a cível, na Justiça comum.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.