Porto Alegre

Marchezan e Melo afirmam que não manterão Cappellari na presidência da EPTC se forem eleitos

Candidatos fizeram declarações durante debate e também pelo Twitter

10/10/2016 - 19h51min | Atualizada em 11/10/2016 - 08h46min
Marchezan e Melo afirmam que não manterão Cappellari na presidência da EPTC se forem eleitos Mauro Vieira/Agencia RBS
Cappellari em 2004, quando era gerente de Fiscalização de Transporte e Trânsito de Porto Alegre Foto: Mauro Vieira / Agencia RBS

Independentemente de quem assumir a prefeitura de Porto Alegre a partir de 1º de janeiro, a tendência é de que Vanderlei Cappellari não siga como diretor-presidente da Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) na próxima gestão. Primeiro foi o deputado federal e candidato a prefeito da Capital pelo PSDB, Nelson Marchezan Júnior, quem deixou claro a sua total antipatia pelo trabalho desenvolvido por Cappellari, sacramentando, caso for eleito, o destino da presidência da EPTC: 

— Demitirei o Cappellari no primeiro dia, porque fazer emboscada contra o Uber não é aceitável — disse o candidato na última sexta-feira, durante debate no Grupo Bandeirantes.

Leia mais
"Nunca tive e nunca terei táxi", diz presidente da EPTC
"Se os taxistas quiserem sobreviver, a palavra de ordem é adaptação"
EPTC começará a usar câmeras para multar nos corredores de ônibus

Nesta segunda-feira, foi a vez do atual vice-prefeito e também candidato à prefeitura pelo PMDB, Sebastião Melo, tornar pública a sua intenção de retirar Cappellari do cargo. No Twitter, o peemedebista declarou que é "óbvio que um prefeito que assume vai mudar todos os secretários. Eu também vou mudar. Inclusive da EPTC". No debate da Band, na sexta-feira, Melo elogiou a competência de Cappellari à frente do órgão.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.