Vandalismo

Mercado Público de Porto Alegre amanhece com paredes pichadas 

Prefeitura diz que vai apurar falha na segurança privada do local

23/02/2017 - 09h35min | Atualizada em 23/02/2017 - 14h09min
Mercado Público de Porto Alegre amanhece com paredes pichadas  Tadeu Vilani/Agencia RBS
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS  

Um dos principais prédios históricos de Porto Alegre, o Mercado Público amanheceu com as paredes cobertas por pichações nesta quinta-feira. A área atingida fica no lado da avenida Júlio de Castilhos. Tanto no primeiro, quanto no segundo andar, paredes foram pichadas.

— É triste ver isso. Um lugar lindo e histórico. Ontem não estava assim e hoje, quando desembarquei do Trensurb, me deparei com essa sujeira toda — disse a comerciante Ana Ribeiro, que passa todos os dias pelo local.

O secretário municipal de Segurança, coronel Kleber Senisse, afirmou em entrevista ao Gaúcha Atualidade que o caso já esta sendo apurado. Segundo ele, uma empresa privada faz a segurança do Mercado Público e deveria ter evitado a ação.

— Nós vamos verificar o que aconteceu para chegar a uma conclusão. No momento em que houve um ato de vandalismo, houve falha na segurança — disse.

A ação dos criminosos ocorreu a poucos metros da prefeitura de Porto Alegre, onde a Guarda Municipal faz a segurança. De acordo com o coronel Kleber Senisse, a prefeitura está desenvolvendo ações para coibir os atos de vandalismo, mas é preciso rever a legislação para crimes desse tipo. 

— Hoje o pichador preso sai da delegacia junto com o guarda e, em muitos casos, nem sequer a multa administrativa ele paga no final da ação. Isso tem que mudar — avaliou.

Leia mais
Toniolo será intimado a pagar R$ 35 mil por pichação a monumento
Dupla leva choque elétrico enquanto tentava pichar prédio na Capital
Marchezan quer elevar multa a pichadores para até R$ 12 mil


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.