Mobilidade

App desenvolvido pela oposição para fiscalizar o transporte público recebeu quase 400 denúncias

Foram registradas reclamações de 105 linhas de ônibus

16/05/2017 - 19h26min | Atualizada em 16/05/2017 - 20h53min
App desenvolvido pela oposição para fiscalizar o transporte público recebeu quase 400 denúncias Félix Zucco/Agencia RBS
Foto: Félix Zucco / Agencia RBS  

De acordo com o relatório parcial, o aplicativo Fiscaliza Tu – ferramenta desenvolvida para a população fiscalizar e denunciar problemas do transporte público de Porto Alegre – recebeu quase 400 denúncias em um mês. 

As linhas mais denunciadas foram 375 - Agronomia/Informática, T7 - Nilo/Praia de Belas, D43 - Universitária Direta, 187 - Padre Reus, 178 - Praia de Belas, 186 - Liberal, 431 - Carlos Gomes, T10 - Triângulo/Antonio de Carvalho, 262 - Jardim Vila Nova, 281 - Campo Novo, 340 - Jardim Botânico e T9 - PUC. Ao todo, 105 linhas receberam queixas.

A principal reclamação dos usuários é a questão do atraso, o que representa 55% das denúncias. O tempo de demora fica entre 15 e 44 minutos. Superlotação recebeu 23% do total dos apontamentos.

– Além de provocar desconforto aos usuários, que se sentem literalmente em uma lata de sardinha, a superlotação cotidiana coloca em xeque a segurança dos passageiros – afirma a vereadora Fernanda Melchionna (PSOL), que foi quem desenvolveu o aplicativo.

Leia mais:
Projeto prevê multa de até R$ 19,5 mil para quem bloquear o trânsito na Capital
Morre terceira vítima de leishmaniose em Porto Alegre
Trecho de ciclovia da Avenida Ipiranga é isolado após alerta de ciclistas

Os usuários também fizeram reclamações acerca do não funcionamento adequado dos veículos, como a ônibus sucateados, com portas e janelas enguiçadas, falta de acesso ao cadeirante, ar-condicionado e campainha estragados. A não realização de viagens também foi apontada pelos passageiros.

De acordo com Fernanda, o relatório será apresentado para os vereadores e também encaminhado para a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) para que tome ciência e as providências necessárias.

Contatada pela reportagem, a EPTC afirmou que está à disposição para receber as queixas vindas do aplicativo da vereadora. A empresa ainda explicou que recebe as denúncias de qualquer problema no atendimento do transporte coletivo pelo fone 156. Isso, seguno a empresa, serve de base para as ações de fiscalização de transporte, que são diárias, e para os ajustes na qualificação e planejamento do serviço.

O aplicativo está disponível desde 27 de março, para celulares do sistema Android, através do link da loja da Google Play. As denúncias também podem ser realizadas através do site www.fernandapsol.com.br/fiscalizatu

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.