Região Metropolitana

Estações da Trensurb são reabertas e o serviço é retomado

Locais foram fechados às 9h40min, após rompimento de um cabo

20/06/2017 - 07h51min | Atualizada em 20/06/2017 - 13h59min
Estações da Trensurb são reabertas e o serviço é retomado Ronaldo Bernardi / Agência RBS/Agência RBS
Foto: Ronaldo Bernardi / Agência RBS / Agência RBS  

Depois de mais de seis horas de transtornos, as estações da trensurb começaram a ser reabertas às 13h45min desta terça-feira (20). Os trens voltaram a circular às 14h. A volta para casa de quem usa o serviço, portanto, deve ser mais tranquila. 

Problemas técnicos em três trens causaram atrasos nas viagens às 7h30min, deixando as estações lotadas. Depois de resolvidos, houve o rompimento do cabo. Durante uma hora, só o trecho entre as estações Sapucaia e Novo Hamburgo esteve interrompido. Às 9h40min, todas as estações foram fechadas. 

Segundo o engenheiro José Cláudio Sicco, assessor da presidência da Trensurb, as falhas foram ocasionais. 

– Atuamos todas as noites. O pessoal de energia trabalha da meia-noite às 4h revisando todos os sistemas, como energia, sinalização e rede aérea – garantiu em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha.

Manhã foi complicada

O aposentado João Osório Machado chegou na estação mercado por volta das 10h. Com fortes dores na coluna, ele teve que aguardar sentado a retomada da operação. 

— Vim para Porto Alegre fazer exames médicos e uso o trem para ir até Canoas. Depois disso, ainda pego outro ônibus até Nova Santa Rita, onde moro. Achei agora um lugar para sentar, pois a dor nas costas está horrível. Só quero chegar em casa logo, mas está difícil — disse.

Nas estações, usuários reclamavam da falta de informação prestada pela empresa. Ainda que alto-falantes tivessem sido usados para avisar da interrupção, quem precisava do trensurb para locomover-se não tinha placas informando sobre  alternativas como ônibus metropolitanos ou previsão de horário de volta do sistema. 

— Sabemos que ocorrem problemas, mas não sei nem onde pegar ônibus. Disseram que a Metroplam colocou alguns coletivos, mas onde estão? — questionou a estudante Jéssica Ribeiro, que tinha que estar na Unisinos às 8h30min.

Sicco disse que a comunicação aos passageiros está "dentro dos padrões do sistema metroviário", mas informou que a Trensurb estuda melhorias.

— Há um convênio com a Metroplan que foi renovado neste mês. Um dos aspectos que está sendo estudado é a questão das informações sobre as linhas de ônibus que podem funcionar como alternativa, que era um assunto tratado diretamente com as empresas de ônibus — afirmou.

Leia mais

Carris projeta manter rombo em R$ 20 milhões até o final do ano
Hospital Vila Nova recebe 33 leitos para reforçar atendimento no inverno
Leia mais notícias de ZH

Foto: Felipe Daroit / Rádio Gaúcha


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.