Abordagem noturna

No dia mais frio do ano, telefone da prefeitura para ajuda a morador de rua não atendeu

Leitora de ZH denunciou falha no serviço de assistência. Após contato da reportagem, equipe da Fasc foi mobilizada; homem preferiu ficar no local

18/07/2017 - 00h34min | Atualizada em 18/07/2017 - 14h33min
No dia mais frio do ano, telefone da prefeitura para ajuda a morador de rua não atendeu André Feltes/Especial
Homem dorme embaixo de marquise na Avenida Goethe Foto: André Feltes / Especial  

Uma leitora acionou a reportagem por volta das 22h30min desta segunda-feira (17) para informar que não estava conseguindo chamar o serviço de assistência social e ajudar um morador de rua. O homem ao qual ela se referia estava dormindo embaixo de uma marquise na Avenida Goethe, perto do local onde outro morador de rua morreu, supostamente de frio, na madrugada de domingo.

Segundo a delegada que atendeu ao caso da morte, Roberta Bertoldo, o corpo não apresentava sinais de violência. 

Leia mais
Como é a rotina de quem recorre aos albergues no inverno em Porto Alegre

Andarilho no Viaduto da Borges: quem dera fosse ficção o post de Marchezan
Moradores de rua contam como lidam com o frio em um dos dias mais gelados 

A leitora tentou contato com o serviço de Abordagem Noturna oferecido em caráter de plantão pela Fundação de Assistência Social e Cidadania (Fasc), mas ninguém atendeu às chamadas. A reportagem também não conseguiu contato com o serviço pelos telefones  (51) 3346-3238 e (51) 99955-1782 disponíveis no site.

A assessora de imprensa da Fasc se comprometeu a verificar o problema dos telefones e garantiu que o plantão está funcionando. Uma equipe foi mobilizada para oferecer ajuda ao morador de rua da Goethe. Porém, o homem preferiu ficar onde estava e não quis mais cobertores. Ele disse que trabalha no local. 

De acordo com a assessoria, os assistentes sociais convidam a pessoa em situação de rua a pernoitar em um dos albergues. Caso ela não aceite, os profissionais doam um cobertor. 

O Albergue Municipal e os conveniados Felipe Diehl e Dias da Cruz funcionam das 19h às 7h e oferecem dormitórios, cuidados de higiene, alimentação e encaminhamentos à rede de saúde. Durante o inverno, os estabelecimentos oferecem 445 vagas, 20% a mais que nas outras estações do ano. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.