Porto Alegre

Quinze artistas participam de exposição em homenagem às crianças em escolinha do Bela Vista

Mostra "A Arte é a Melhor parte da Infância" poderá ser visitada durante a Semana da Criança

Por: Jéssica Rebeca Weber
07/10/2016 - 15h52min | Atualizada em 07/10/2016 - 16h45min

Uma gurizada empinando pipa, um balão cor de rosa sobre uma cerca branca, o retrato da professora inesquecível. Essas foram algumas das inspirações da exposição A Arte é a Melhor parte da Infância, criada por uma escola infantil no bairro Bela Vista, em Porto Alegre, para a Semana da Criança.

Quinze artistas gaúchos toparam o desafio proposto pela diretora da Escolinha Caracol, Valesca Karsten, de "pintar alguma coisa pensando nas crianças". Valia se inspirar na prole, como fez Ricardo Pirecco ao retratar a filhinha Mallu com a mochila nas costas, ou resgatar alguma preciosidade da própria infância. O autor da homenagem à "melhor professora do mundo" é o artista plástico Zupo, 61 anos. Ele resgatou uma redação que escreveu há mais de 50 anos em reverência a sua mestra favorita, e fez uma reprodução ampliada do retrato com o qual ilustrou a folha de caderno na época. O artista elogia a exposição:

— É uma memória que vai se preservar dentro de cada criança.

Tobias, de 6 anos, aprovou a exposição  Foto: Jéssica Rebeca Weber / Agência RBS

Leia também:
Dezenas de mosaicos de Mona Lisa colorem as ruas de Porto Alegre
Crianças levam seus animais de estimação para ganhar a bênção em escola 
Grafite transforma prédios em obras de arte em Porto Alegre

Mas o quadro eleito como preferido do aluno Tobias Padão, 6 anos, é de autoria de Eduardo Vieira da Cunha. Em um grande plano azul, Tobias identificou uma porção de coisas:

— Eu vejo um cão... Uma casa muito bonita, né?! Uma ilha pro surfe, muito legal. Também tem algumas Kombis e carros muito interessantes.

Obra do artista Eduardo Vieira da Cunha Foto: Jéssica Rebeca Weber / Agência RBS

Segundo Valesca, a exposição visa estimular a sensibilidade das crianças com relação à arte.

— Crianças em contato com arte são mais criativas, mais sensíveis. E talvez até mais críticas — afirma.

Bem como outras atividades de educação artística praticadas na escola, a exposição deve inspirar os pequenos em sala de aula. É como diz Tobias, especialista em arte com canetinha ("de ponta grossa ou fina"):

— Eu gosto de pintar porque é muito colorido e divertido.

Zupo fez uma homenagem à  "melhor professora do mundo" Foto: Jéssica Rebeca Weber / Agência RBS

Documentário sobre arte e infância

A exposição ficará aberta ao público na escolinha, na Rua Engenheiro Afonso Cavalcanti, 51, das 9h às 18h, entre segunda e sexta-feira, com exceção do dia 12, feriado. 

Os artistas que pintaram telas para o evento também deram depoimentos a um documentário produzido pela escolinha, com realização da Daterra Filmes, contando um pouco de sua relação com a arte quando crianças e a importância da arte na infância. Junto com as telas, o documentário deve ser exibido no ano que vem no Museu de Artes do Rio Grande do Sul (Margs). De acordo com a diretora, a exposição será levada ao museu em abril de 2017. 

Leia mais notícias de ZH Pelas Ruas

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.