Circulação na Capital

VÍDEO: entenda como se formam os congestionamentos e veja dicas de como fugir deles

Pequenas mudanças de atitude podem ajudar a melhorar o cotidiano

Por: Bruna Vargas
23/06/2017 - 18h47min | Atualizada em 23/06/2017 - 22h08min

A resolução do problema dos congestionamentos mora no futuro, mas isso não quer dizer que você seja obrigado a enfrentar a tranqueira do trânsito de Porto Alegre diariamente. Pequenas mudanças de atitude podem ajudar a melhorar a circulação para todos. Veja cinco alternativas para evitar engarrafamentos que estão ao seu alcance.

Leia mais:
Por que as ruas e avenidas de Porto Alegre engarrafam
EPTC aposta em obras, especialistas defendem conexão de modais
Confira pontos e horários de maior congestionamento em Porto Alegre

1. Planeje seus deslocamentos

Você já parou para pensar que esperar meia hora para sair de casa pode poupar 40 minutos de trânsito? Antes de pegar o carro, avalie a possibilidade de fugir dos horários de pico. Aproveite para considerar se não vale a pena usar outro meio de transporte para chegar aonde deseja. Segundo especialistas, deslocamentos entre cinco e sete quilômetros são ideais para serem feitos de bicicleta. Se as condições não forem favoráveis, estude as opções de transporte coletivo, ou ainda táxi, Uber ou Cabify. Além de atenderem mais passageiros, eles dispensam estacionamento.

2. Respeite as leis de trânsito

Pode soar um tanto óbvio, mas respeitar as leis é fundamental para que o trânsito corra melhor. Parar em lugares indevidos, realizar ultrapassagens e falar ao celular enquanto dirigem são fatores que, além de provocar acidentes, contribuem para os congestionamentos.

3. A pressa é inimiga da eficiência

Uma das coisas que mais provocam congestionamentos "fantasmas" é a variação de velocidade: acelerar e brecar, forçando outros veículos a fazerem a mesma coisa, é um veneno para a circulação. Para evitar transtornos, procure manter a velocidade e respeitar a distância mínima de dois segundos do veículo à frente sugerida pelos órgãos de controle de trânsito.

4. Dê e pegue carona

Combine caronas com seus vizinhos. Um sistema de revezamento para levar as crianças na escola ou ir ao trabalho sairá mais rápido e econômico para todos. Além de poupar o trânsito de mais um carro.

5. Use a tecnologia a seu favor

Na visão de especialistas, aplicativos de circulação, como o Waze, de fato são úteis na hora do rush: eles ajudam a buscar rotas alternativas, diminuindo o tempo de circulação. A tecnologia, no entanto, pode levar você além da fuga. Descubra quais serviços pelos quais você se desloca atualmente podem ser feitos pela internet. Ir ao banco ou fazer compras, por exemplo, muitas vezes estão ao alcance de um touch screen. Além de evitar deslocamentos desnecessários, esse tipo de facilidade o deixará com mais tempo livre para fazer o que gosta. 

Fonte: Carlos Hardt, professor de gestão urbana da PUC-PR; João Otavio Marques Neto, consultor em projetos de circulação viária; Marcelo Soletti, diretor-presidente da EPTC; Valter Caldana, professor da Faculdade de Arquitetura Mackenzie de São Paulo; João Fortini Albano, doutor em transportes 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.