Tempo

FOTOS: Santiago do Chile amanhece coberta de neve após passagem de massa polar

Mesma corrente de ar está se deslocando para o Rio Grande do Sul e pode provocar neve no Estado na segunda-feira. Na Argentina, Bariloche cancelou todos os voos, e 50% das casas ficaram sem energia elétrica

Por: Zero Hora
15/07/2017 - 11h01min | Atualizada em 15/07/2017 - 14h42min

A massa polar que promete derrubar as temperaturas no Rio Grande do Sul a partir de domingo (16) provocou uma nevasca intensa no Chile na madrugada deste sábado. Locais históricos da capital Santiago do Chile como a Plaza Italia e o Palacio de la Moneda ficaram cobertos de neve e atraíram dezenas de pessoas antes do amanhecer. Milhares de imagens foram compartilhadas nas redes sociais.

Nieve en la Moneda Santiago de Chile #nievesantiago #lamoneda # invierno #santiago

Uma publicação compartilhada por Gabriel (@gabrielbarrar) em

Mesmo sendo o Chile um país frio, os moradores se surpreenderam com a quantidade de neve, que chegou a acumular mais de 15 centímetros de altura em alguns pontos.

O fenômeno começou pouco depois das 3h e causou problemas no trânsito. Pela manhã, passou de 250 mil o número de moradores sem energia elétrica.

No Facebook, um evento foi criado convocando os moradores para uma "Guerra de bolas de neve na Plaza Italia", no qual mais de 8,5 mil pessoas confirmaram presença no ponto turístico.

Neste sábado, Santiago acordou com temperatura de 1,2°C. No domingo (16), a Direção Meteorológica do Chile prevê a chegada de uma nova massa de ar frio, e a mínima deve cair ainda mais: espera-se até -3°C na região metropolitana, mas em algumas comunidades, como Colina, podem registrar -5°C.

Na Argentina, o frio é tão intenso, que há temores sobre o turismo. Quase metade da cidade de Bariloche está sem energia elétrica. O aeroporto local teve todos os voos cancelados neste sábado. O Cerro Catedral, principal ponto turístico, teve temperaturas inferiores a -15ºC. Estradas tiveram de ser bloqueadas em razão da insegurança na pista. Na sexta-feira, ocorreu o que já está sendo chamado de "nevasca do século".

Essa massa polar está a caminho do Rio Grande do Sul e há chance, ainda que remota, de provocar neve por aqui também. A chance é considerada remota: o fenômeno não é tão esperado quanto a neve granular que atingiu São José dos Ausentes no início de junho, antes mesmo do inverno, quando inclusive foi emitido um alerta sobre a possibilidade de neve pelo Instituto Nacional de Meteorologia (Inmet). 

Ainda assim, a Somar Meteorologia prevê que, com bastante frio, muita umidade e pouca chuva, haverá condições propícias para a ocorrência do fenômeno nas primeiras horas de segunda.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.