É bom e faz bem

Pinhão pode ajudar a emagrecer: conheça esse e outros benefícios da semente

Comum nos meses frios, alimento e rico em fibras, carboidratos complexos, proteínas e minerais

Por: Camila Kosachenco
20/06/2017 - 12h40min | Atualizada em 20/06/2017 - 12h57min
Pinhão pode ajudar a emagrecer: conheça esse e outros benefícios da semente Felipe Carneiro/Agencia RBS
Foto: Felipe Carneiro / Agencia RBS  

Tradicional nos meses de outono e inverno, o pinhão é um alimento rico em fibras, carboidratos complexos, proteínas e minerais como cobre, ferro, magnésio, zinco e fósforo. Na chapa ou cozida, a semente das araucárias é uma boa opção para lanches intermediários e até para consumo antes da prática de atividades físicas.

E ao contrário de alguns alimentos, que ao serem cozidos perdem propriedades, o pinhão ganha atributos ao passar pelo processo de cocção. Segundo a nutricionista Joice Soares, ao ser cozido, alguns nutrientes da casca passam para a semente, aumentando o índice de antioxidantes do alimento.

Leia também:
Aproveite as delícias das festas juninas sem comprometer a dieta
Comer batata frita duas ou mais vezes por semana pode subir risco de morte
Óleo de coco não é saudável, afirma entidade norte-americana 

— Isso ajuda a deixar o corpo mais saudável, reduz o risco de doenças e evita o envelhecimento precoce — garante a especialista.

Entra no rol de vantagens, também, a boa quantidade de fibras — que beneficiam o funcionamento do intestino —, a presença de luteína — substância que ajuda na prevenção de doenças oculares —, a presença de vitaminas do complexo B — que beneficiam o sistema nervoso central —, além da combinação de gorduras moinsaturadas, magnésio e vitaminas E e K, que protegem o sistema cardiovascular e podem até atuar na redução do colesterol.

A cereja do bolo, e que nem sempre é de conhecimento geral, é a capacidade do pinhão em ajudar no emagrecimento.

— Ele tem um ácido chamado pinoleico, que age como supressor da fome e ainda libera um hormônio que ajuda a dar saciedade — observa a nutricionista.

Mas, calma! Assim como ele pode auxiliar no processo de perda de peso, o consumo exagerado pode ter o efeito inverso. Como é calórico, cada 100g de pinhão cozido contém 197 calorias. Para reduzir esse efeito, Joice sugere que as porções do alimento sejam introduzidas em um lanche da tarde ou mesmo antes das atividades físicas, pois oferecem energia suficiente do início ao fim da prática em função da presença de carboidratos complexos.

Além das formas habituais de consumo, a semente pode entrar como ingrediente de preparações. Joice ensina uma receita de bolo de pinhão com goiabada. Confira:

Bolo de pinhão com goiabada

Ingredientes:

3 ovos

1 xícara de iogurte natural

½ xícara de açúcar demerara

1 xícara de pinhão já cozido e descascado (aproximadamente 14 unidades)

½ xícara de óleo

1 xícara de farinha de trigo

1 xícara de farinha de aveia

1 colher de chá de canela em pó

1 colher de sopa de fermento em pó

2 fatias de goiabada picadas

½ xícara de água fervente

Modo de preparo: Bata no liquidificador os ovos, o iogurte, o açúcar mascavo, o pinhão e o óleo até obter uma mistura homogênea. Em uma vasilha coloque a farinha de trigo, a farinha de aveia, a canela e o fermento em pó, após acrescente o líquido do liquidificador e misture bem, até formar uma massa cremosa. Despeje a massa numa forma retangular pequena, untada e enfarinhada e leve para assar em forno médio, pré-aquecido, por cerca de 40 minutos ou até dourar. Por fim, depois do bolo assado, dissolva a goiabada na água quente até ficar uma mistura homogênea e despeje sobre ele.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.