Pré-eleição

Cineasta Michael Moore estreia documentário sobre Donald Trump

"Michael Moore em Trumpland" é baseado em peça de teatro do diretor proibida de ser apresentada no Estado norte-americano de Ohio

Por: AFP
19/10/2016 - 09h16min | Atualizada em 19/10/2016 - 09h16min
Cineasta Michael Moore estreia documentário sobre Donald Trump Dog Eat Dog Films/Divulgação
Foto: Dog Eat Dog Films / Divulgação

O polênico diretor de cinema americano Michael Moore estreou na terça-feira, no Brooklyn, um filme surpresa intitulado Michael Moore in TrumpLand, que conta como um teatro de Ohio o impediu de apresentar seu show sobre a campanha eleitoral. O filme teve uma pré-estreia gratuita e aberta ao público. O diretor fez o anúncio em sua conta no Twitter, usando a hashtag #OctoberSurprise (Surpresa de outubro).

Conhecido por seu ativismo político de esquerda e por sua oposição a Trump, Moore conta no filme como o Midland Theatre de Newark, uma cidade no centro de Ohio, evitou apresentar seu espetáculo porque era muito polêmico.

Leia mais:
Preços de cinema: confira dias e horários das salas mais baratas de Porto Alegre
"Cinema novo" e outros filmes  brasileiros estarão no Cine Esquema Novo 2016
Cristiane Oliveira é premiada no Festival do Rio com "Mulher do pai"

A diretora do teatro, Nancy Anderson, disse que a instituição nunca chegou a um acordo com Moore para fazer o show, porque "havia muitas perguntas em torno dessa produção". Ela acrescentou que as perguntas não eram tanto sobre se o show era polêmico, ou não, mas aos curtos prazos entre o pedido de Moore e a estreia. O teatro temia não conseguir entregar um espetáculo de qualidade ao público, explicou ela.

Em declaração transmitida ao jornal local The Columbus Dispatch e publicada no final de setembro, Anderson afirmou, porém, que a diretoria do teatro tinha "perguntas sobre a potencial polêmica e a possibilidade de problemas do lado de dentro, ou do lado de fora" do local.

O cineasta conseguiu, finalmente, fazer seu show em Wilmington, também em Ohio. A apresentação foi filmada e serviu de base para o documentário Michael Moore na Trumpland.

"Vejam o filme que os republicanos de Ohio tentaram censurar. Michael Moore, ganhador de um Oscar, entra no território hostil com seu show individual atrevido e hilariante, mergulhando profundamente no coração da Terra de Trump nas semanas prévias à eleição de 2016", afirma a sinopse oficial do filme.

Depois de apoiar o senador democrata Bernie Sanders nas prévias democratas, Michael Moore decidiu não anunciar seu apoio à candidata do partido, Hillary Clinton, por seu voto a favor da guerra no Iraque quando era senadora.

Moore é conhecido, principalmente, por seus filmes Farenheit 9/11 e por Tiros em Columbine, um impactante documentário sobre os motivos que levaram às mortes em uma escola de Ensino Médio no Colorado e investigou a cultura de venda e posse de armas nos Estados Unidos. Este último lhe valeu um Oscar em 2003.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.