Vale cinturão

Cyborg critica opção do UFC por Ronda como desafiante de Amanda: "É ridículo"

"Todo mundo já viu que ela não é a melhor", disse a campeã dos penas do Invicta

Por: Lancepress
12/10/2016 - 21h17min
Cyborg critica opção do UFC por Ronda como desafiante de Amanda: "É ridículo" Reinaldo Reginato/Fotoarena/Agência Lancepress!
Foto: Reinaldo Reginato / Fotoarena/Agência Lancepress!

A quarta-feira de Dia das Crianças reservou um presente para os fãs do MMA: o retorno de Ronda Rousey, que foi anunciada pelo UFC como a primeira desafiante da brasileira Amanda Nunes, pelo cinturão dos galos. A luta ocorre no dia 30 de dezembro em Las Vegas.

Leia mais:
Amanda Nunes fará defesa de cinturão contra Ronda Rousey
Bisping se diz pronto para encarar "bebê chorão" Weidman
Após ser provocado por Bisping, Weidman diz: "Não me afeta"

Mas nem todos ficaram satisfeitos com o retorno da ex-campeã dos galos. É o caso da campeã dos penas do Invicta, Cris Cyborg, que vinha fazendo campanha nas redes sociais pela luta com americana e fez questão de externar sua revolta com a decisão do UFC.

— É ridículo Ronda obter sua primeira luta pelo cinturão depois de ser surrada pela Holly e, após sua maravilhosa luta, ter tirado um ano de férias do octógono. Só vai apoiar a história que ela foi criada pela mídia. Mais do que qualquer lutador que já existiu, Ronda é beneficiada pela marca da empresa. Ela se beneficiou das melhores entrevistas, os melhores patrocinadores e as melhores promoções de luta e holofotes, mas mesmo com tudo isso, todo orçamento de marketing por trás dela, todo mundo já viu que ela não é a melhor — escreveu a brasileira.

Cris Cyborg já fez duas lutas pelo UFC, contra Leslie Smith e Lina Lansberg, e nocauteou ambas as rivais. Como não tem condições de bater os 61kg exigidos pela categoria feminina mais pesada do Ultimate, a paranaense lutou nas ocasiões em um peso combinado até 63.5 kg.

*LANCEPRESS


 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.