Tênis

Com lesão no cotovelo, Djokovic anuncia que não competirá mais em 2017

Sérvio sofre com dores no local e só voltará a jogar no próximo ano

Por: Lancepress
26/07/2017 - 10h46min | Atualizada em 26/07/2017 - 10h46min
Com lesão no cotovelo, Djokovic anuncia que não competirá mais em 2017 Glyn KIRK/AFP
Foto: Glyn KIRK / AFP  

Após abandonar sua partida de quartas de final em Wimbledon diante do tcheco Tomas Berdych, o sérvio Novak Djokovic anunciou por meio de seu Facebook, na manhã desta quarta-feira, que sua temporada 2017 está encerrada, retornando apenas em 2018.

— Após um ano e meio lutando contra a lesão no cotovelo, que veio a culminar nos últimos dois ou três meses, eu decidi não jogar mais nenhum torneio em 2017 — anunciou o sérvio em um vídeo ao vivo em sua página oficial no Facebook.

Leia mais
Bellucci estreia contra suíço em Gstaad, e Monteiro pega Dolgopolov
Rogerinho estreia em Hamburgo contra britânico e tem Khachanov no caminho
Roger Federer é nomeado um dos 50 atletas mais elegantes da Sports Illustrated 

— Infelizmente é uma decisão que eu preciso tomar. Wimbledon foi um dos torneios mais difíceis para mim, pois a dor foi tamanha. Consultei os melhores especialistas, de vários países no último ano, principalmente nos últimos meses conforme senti a piora na lesão, e todos foram unânimes em dizer que eu deveria parar por um tempo. Não é uma lesão onde os resultados vêm rapidamente, portando é preciso descanso para que haja a recuperação.

Apesar da visível frustração em precisar fazer uma pausa tão extensa em sua carreira, algo inédito para ele, Djokovic manteve o otimismo garantindo que focará em sua família.

— Profissionalmente é uma decisão difícil para mim, mas acredito que tudo na vida vem por um motivo, então aproveitarei para passar um tempo com minha família. Dentro de um mês, mais ou menos, eu e Jelena teremos o nascimento de nosso segundo filho, algo para o qual estamos muito ansiosos e poderei, então, aproveitar cada minuto deste acontecimento.

O sérvio ainda aproveitou o momento para comentar sobre seu cronograma planejado para os próximos meses durante a recuperação e informou que sua parceria com o americano Andre Agassi prosseguirá para 2018.

— Usarei os próximos dois meses para me recuperar o máximo que puder e experimentar todas as formas de tratamento possíveis junto de minha equipe. Desta forma espero poder voltar aos treinos leves o mais rápido possível", anunciou o sérvio. "Andre Agassi ainda se comprometeu a estar comigo neste momento e durante o próximo ano, então será incrível ter todo seu apoio neste momento tão difícil da minha carreira".

Encerrando o comunicado, o sérvio aproveitou para desabafar sobre o momento inédito que enfrenta e garantiu que pretende aproveitar o momento também para construir a base para manter seu jogo pelos próximos 5 anos ou mais.

— É uma experiência completamente nova para mim, um momento jamais vivido, mas estou buscando ver isso da forma mais positiva possível. Agora aproveitarei todo o tempo para cuidar do meu corpo e construir a base do meu jogo para os próximos 5 anos ou mais, pois pretendo seguir jogando por muito tempo ainda.

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.