Derrotas na grama

Duplas de Demoliner e Bruno caem nas semifinais de Wimbledon

Tenistas gaúcho e mineiro buscavam final brasileira nas duplas mistas

Por: ZH Esportes
14/07/2017 - 18h01min | Atualizada em 14/07/2017 - 18h01min
Duplas de Demoliner e Bruno caem nas semifinais de Wimbledon Daniel LEAL-OLIVAS/AFP
Ao lado de Elena Vesnina, mineiro Bruno Soares foi derrotado em jogo de três sets em Wimbledon Foto: Daniel LEAL-OLIVAS / AFP  

O sonho de uma final com dois brasileiros na chave de duplas mistas Wimbledon foi por terra nesta sexta-feira (14). 

O gaúcho Marcelo Melo e o mineiro Bruno Soares, que formam parceria respectivamente com a espanhola Maria José Martinez Sanchez e a russa Elena Vesnina, foram eliminados nas semifinais do Grand Slam Britânico.

Leia mais:
Federer vai à final em Wimbledon e tenta recorde no torneio
Murray rebate jornalista e coloca sexismo no tênis em debate mais uma vez
Melo vai à final em Wimbledon após batalha e voltará ao número 1 do mundo

Para chegar à decisão, Demoliner sabia que teria uma parada dura na Quadra Central: o britânico Jamie Murray e a suíça Martina Hingis, cabeça de chave número 1 do torneio.

No primeiro set, Murray e Hingis, que já foi número 1 do mundo em simples e soma 22 títulos de Grand Slam na carreira (somando individual, duplas femininas e duplas mistas), dominaram o primeiro set e venceram por 6/2. 

A segunda parcial foi mais disputada, mas o britânico e a suíça conseguiram a quebra no 11º game, fecharam o set em 7/5 e ganharam por 2 a 0 em 59 minutos.

Bruno e Vesnina foram eliminados pelo finlandês Henri Kontinen (FIN) e pela britânica Heather Watson (GBR) em três sets — parciais de 6/4, 6/7(6) e 6/3 — em jogo de duas horas e cinco minutos.

Nas duplas masculinas, o Brasil está na briga pelo título. Neste sábado (15), após a final feminina entre Venus Williams (EUA) e Garbiñe Muguruza (ESP), que começa às 10h, Marcelo Melo e o polonês Lukasz Kubot — cabeças de chave número 4 do torneio — enfrentam o australiano Oliver Marach e o croata Mate Pavic (16). 

Com a campanha em Wimbledon, o mineiro de 33 anos voltará ao posto de número 1 do mundo no ranking individual de duplas. 

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.