Nas duplas

Marcelo Melo fala sobre conquista em Wimbledon: "Sonho realizado"

Brasileiro assumiu a liderança do ranking individual de duplas da ATP

Por: ZH Esportes
17/07/2017 - 11h41min
Marcelo Melo fala sobre conquista em Wimbledon: "Sonho realizado" Glyn KIRK/AFP
Foto: Glyn KIRK / AFP  

Em entrevista ao programa Timeline, da Rádio Gaúcha, o tenista brasileiro Marcelo Melo, que ganhou neste domingo o título de duplas em Wimbledon e tornou-se o número 1 no topo do ranking individual de duplistas da ATP, falou sobre a conquista inédita e o grande momento em sua carreira.

Ao lado do polonês Lukasz Kubot, o mineiro superou o austríaco Oliver Marach e o croata Mate Pavic por 3 sets a 2, parciais de 5/7, 7/5, 7/6(2) e 3/6 13/11, em uma partida que durou 4h41min. Veja o que o tenista falou sobre o título.

Leia mais
Marcelo Melo reassume a liderança do ranking
André Silva: Grand Slam do Brasil 
Marcelo Melo é campeão nas duplas em Wimbledon


O que esta conquista significa para você?
Estou muito feliz com esta conquista de Wimbledon, todo mundo sabe que é meu torneio favorito. Sempre deixei muito claro que gosto de jogar na grama, Wimbledon tem toda a tradição do tênis. A maioria quer e sonha ganhar Wimbledon e a gente acabou conquistando e voltando a ser o novo número 1 do mundo, já fui em 2015 e 2016. É uma conquista muito especial, não só pelo título, mas por voltar a ser o número 1 do mundo e conquistar o campeonato que é o sonho de praticamente todos os jogadores profissionais.

Qual foi sua reação após a conquista do título?
A primeira coisa que passou na cabeça era "a gente acabou de ganhar Wimbledon". Falei Wimbledon umas 50 vezes, o Lucas também. Ele já tinha sido campeão na Austrália e em Roland Garros. A gente falou que tinha acabado de ser campeão de Wimbledon. Uma conquista muito especial, é Wimbledon que resume a carreira de um tenista, sonho realizado, de tudo que a gente fez no caminho, tendo pessoas muito próximas naquele momento. Realmente foi muito importante.

Como a parada no jogo afetou o desempenho de vocês?
Um game antes de fechar o teto, o juiz avisou que seria o último. Estava 11 a 10, quando tivemos que parar fomos um mini-vestiário, logo atrás da quadra central, para esperar. Eu e o Lukasz (Kubot, seu companheiro) conversamos um pouco, cada um tentou manter seu foco, procurei fazer bastante movimentação para manter o corpo aquecido, eu sabia que voltaria sacando. Era importante estar focado, como se fosse virada de lado mesmo. Conversamos para manter o foco, que isso poderia nos ajudar. E foi o que aconteceu.

Você conversou com o Federer no jantar dos campeões?
O jantar foi um momento único, que vou guardar junto com o título de e todos os momentos que passei aqui para o resto da vida. Poder desfrutar daquele momento, de um lugar tão especial, com os outros campeões. Tanta gente do clube, os membros de Wimbledon lá presentes. A maneira que foi o Federer ganhando, todo mundo parecia que queria que ele ganhasse. Ele presente ali, compartilhando aquele momento. Pude conversar com ele bastante lá, foi bem legal. Consegui aproveitar o máximo que podia, tive o prazer de encontrar com o Fernando González, que é outro excelente jogador e é muito meu amigo. Participar deste jantar de campeões de Wimbledon, vou levar para o resto da vida. fiquei muito feliz de poder desfrutar, muita gente importante lá. Muito legal pertencer a este grupo de pessoas e entrar para a história de Wimbledon.

ZHESPORTES


 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.