Parcerias

Encontro Econômico Brasil Alemanha 2017 será em Porto Alegre

Governador José Ivo Sartori  afirmou parcerias na área no turismo já estão em negociação

18/10/2016 - 15h33min | Atualizada em 18/10/2016 - 15h33min
Encontro Econômico Brasil Alemanha 2017 será em Porto Alegre Milena Schoeller/Agência RBS
Comitiva gaúcha participou do 34º Encontro Econômico Brasil Alemanha, em Weimar Foto: Milena Schoeller / Agência RBS

Terminou nesta terça-feira, em Weimar, na Alemanha, o 34º Encontro Econômico Brasil Alemanha. No encerramento, a Confederação Nacional da Indústria voltou a pedir agilidade para o fechamento de um acordo de zona de livre comércio entre o Mercosul e a União Européia, o que desburocratiza as negociações. Os empresários pressionam para que o acordo seja concluído no máximo em 2018. O assunto já tinha sido tema dos discursos de abertura, inclusive citado por empresários alemães.

Leia também:
Primeiro dia de encontro de empresários na Alemanha termina com churrasco e caipirinha gaúcha
Governador faz roteiro pelo interior da Alemanha buscando investidores e parcerias

Na sessão de encerramento do encontro, o presidente da Federação das Indústrias do Rio Grande do Sul, Heitor Müller, convidou os participantes para a 35º edição do encontro, que ocorrerá, pela primeira vez, em Porto Alegre. Até lá, o governo do Estado pretende fechar parcerias na área do turismo, para impulsionar o setor.

— Há um interesse e uma aproximação grande com o estado da Turíngia (na Alemanha) especificamente na área do turismo. Estamos acertando uma data para que, futuramente, se tenha já uma consolidação deste trabalho conjunto — afirmou o governador José Ivo Sartori, após reunião na segunda-feira com dirigentes do estado da região central da Alemanha.

Comitiva segue para capital alemã do vinho

Nesta terça-feira, o governador foi de Weimar para Mainz, no estado da Renânia-Palatinado.

Mainz é uma das cidades mais antigas da Alemanha. O Estado é um dos mais fortes no comércio internacional. Destaca-se a produção de vinho regional. A cidade é, inclusive, considerada a capital alemã do vinho. Esse foi um dos assuntos da primeira agenda do dia do governador. 

Ele se reuniu com representantes do governo daquele estado discutindo parcerias e troca de experiências na área da vitivinicultura. O Rio Grande do Sul é o maior produtor de uvas do Brasil. São 40 mil hectares e 15 mil produtores, segundo dados do Governo do Estado. 

A comitiva ainda visitou o Instituto de Microtécnica Fraunhofer, tentando fechar uma parceria com a Fundação de Ciência e Tecnologia do RS, Cientec. A Fraunhofer-Gesellschaft é a maior organização de pesquisa aplicada da Europa, com uma equipe de 24 mil pessoas em mais de 80 centros de pesquisa.

Governador terá compromissos na França e na Itália antes de voltar ao RS

Na Alemanha, o governador ainda terá compromissos na cidade de Karlsruhe, onde busca parcerias para investimentos no Rio Grande do Sul. Depois, a comitiva segue para França e Itália, onde tem agenda com empresas e governantes. 

Em Paris, estão previstos encontros com associações de pequenos e médios produtores rurais, onde serão apresentadas experiências nas certificações de propriedades. Haverá também reunião com a direção mundial do grupo Lactalis, onde devem ser anunciados investimentos no Rio Grande do Sul. Sartori e a comitiva também serão recebidos pelo embaixador do Brasil em Paris, Paulo Campos.

Na Itália, o grupo terá reunião em Veneza, com o governador do Estado do Vêneto, Lucca Zaia. Também será feita uma apresentação para políticos e empresários sobre oportunidades no Rio Grande do Sul. Esse é o último compromisso da comitiva em solo europeu. O retorno ocorre no dia 22 de outubro.

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.