Nome indefinido

Temer diz que vai seguir conversando com Carlos Velloso, cotado para o Ministério da Justiça

Ex-ministro do STF esteve no Planalto com o senador e presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), que defende o nome de Velloso  para a pasta

Por: Estadão Conteúdo
14/02/2017 - 21h48min | Atualizada em 14/02/2017 - 21h48min

O porta-voz do presidente Michel Temer, Alexandre Parola, afirmou, na noite desta terça-feira, que o presidente recebeu em audiência, na tarde desta terça, o ex-ministro do Supremo Tribunal Federal Carlos Velloso. O ex-ministro é um dos cotados para a vaga no Ministério da Justiça. 

— O presidente seguirá conversando com o antigo amigo e ex-ministro nos próximos dias — afirmou.

Leia mais:
Temer vê com "tranquilidade" decisão de manter Moreira Franco como ministro
Moraes deve ser sabatinado no Senado na próxima terça-feira
Portal do Senado já recebeu mais de 400 questionamentos para sabatina de Moraes

Velloso esteve no Planalto com o senador e presidente do PSDB, Aécio Neves (MG), que defende o nome do ex-ministro para a Justiça. Na semana passada, questionado se aceitaria o convite, caso efetivamente seja feito por Temer, o ex-presidente do STF esquivou-se: 

— Sobre esse aspecto, não devo me manifestar. Não seria muito ético dizer se aceito ou não, nem sondado fui — disse na ocasião.

Na entrevista, Velloso disse ainda que nenhum titular da pasta poderá ser "entrave" para a Operação Lava-Jato. 

— De jeito nenhum (um ministro vai barrar a operação) — afirmou. 

— A Lava-Jato está passando a limpo o Brasil. Tem o apoio da sociedade brasileira e da mídia séria — completou.

Segundo relatos, Temer consultou Velloso sobre nomes até então de fora para comandar a Justiça. Não conversaram sobre o criminalista Antônio Cláudio Mariz de Oliveira, que revelou ter declinado o convite do presidente para o cargo, nem sobre o deputado Rodrigo Pacheco (PMDB-MG).

Pacheco teria perdido força no Palácio do Planalto para comandar o ministério após a divulgação de um vídeo no qual tecia críticas ao poder de investigação do Ministério Público.

No encontro, o presidente deu sinais que pretende definir o nome para a Justiça até a próxima semana. Foi feita uma avaliação sobre o perfil que tem de ter o ministro. O convite para o encontro de ambos, de cerca de uma hora esta tarde, partiu do próprio presidente. Ele telefonou ontem à noite para Velloso, que estava em Belo Horizonte (MG), para convidá-lo para conversar.

*Estadão Conteúdo

 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.