Norte do RS

Quatro pessoas morrem atropeladas na ERS-404, em Rondinha

Ocupantes de um carro teriam parado para ajudar outro acidente e, em seguida, caminhão teria atingido vítimas

10/01/2017 - 10h38min | Atualizada em 10/01/2017 - 18h31min
Quatro pessoas morrem atropeladas na ERS-404, em Rondinha Rogério Machado/Especial/Agência RBS
Prisma (capotado) se acidentou e ocupante do Classic (ao lado) desceram para ajudar Foto: Rogério Machado / Especial/Agência RBS  

Quatro pessoas morreram e outras quatro ficaram feridas após um atropelamento no km 18 da ERS-404, em Rondinha, no norte do Estado. O caminhão que teria atingido as vítimas, por volta das 9h30min, fugiu do local sem prestar socorro.

De acordo com o Comando Rodoviário da Brigada Militar (CRBM), um Prisma, com placas de São Leopoldo, que seguia de Ronda Alta em direção a Rondinha, saiu da pista e colidiu com uma árvore. O motorista do veículo, Erni da Rosa Rodrigues, 40 anos, e os dois passageiros, que são filhos dele, Michele da Silva Rodrigues, 17 anos, e Mateus da Silva Rodrigues, 14 anos, ficaram feridos no acidente. O carro teria ficado com as rodas para cima por causa do capotamento, mas os três teriam conseguido sair andando do veículo. 

Leia mais:
Homem morre em acidente na ERS-040, em Viamão
PRF flagra 1,6 mil motoristas acima da velocidade máxima na freeway
Rodovias federais do RS têm redução de 12% no número de mortes em 2016

Em seguida, o motorista e os passageiros de um Classic, emplacado em Novo Hamburgo e que vinha no mesmo sentido, teriam parado para ajudar, assim como um morador da localidade. João Paulo Mattei, 67 anos, que morava às margens da rodovia, estaria sinalizando o trânsito quando teria sido atropelado por um caminhão. O veículo também atropelou o motorista do Prisma, o motorista do Classic, Thaison Mateus de Oliveira, 21 anos, e a mãe dele, Lori de Fátima dos Santos, 43 anos, que estariam mais próximos à Mattei. 

Todos morreram no local do atropelamento, e o condutor do caminhão não parou para prestar socorro.  Thaison e Lori eram moradores de Novo Hamburgo, conhecidos por fazerem trabalho voluntário no município.  

Os filhos de Rodrigues, feridos por causa do capotamento, foram encaminhados ao Hospital dos Trabalhadores de Ronda Alta. Eles receberam os primeiros atendimentos no local e, depois, foram encaminhados ao Hospital São Vicente de Paulo, em Passo Fundo. Eles sofreram ferimentos leves e não correm risco de morrer.

As outras duas passageiras do Classic, Thainy Joana de Oliveira, oito anos, filha de Lori, e Melissa Garcia Godoy, 22 anos, namorada de Thaison, também foram encaminhadas ao hospital, por estarem em estado de choque. Às enfermeiras, Melissa contou que Thainy ficou no carro enquanto os adultos saíram para ajudar os feridos no capotamento. 

Veja mais imagens do acidente:

Foto: Rogério Machado / Especial/Agência RBS
Foto: Comando Rodoviário da Brigada Militar
Foto: Comando Rodoviário da Brigada Militar
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.