Após polêmica

Rua Padre Chagas será fechada para a realização do St. Patrick's Day 

Empresários do Moinhos de Vento divergiam sobre o bloqueio da via

Por: Jéssica Rebeca Weber
13/03/2017 - 21h32min | Atualizada em 13/03/2017 - 22h46min
Rua Padre Chagas será fechada para a realização do St. Patrick's Day  Reprodução/Twitter
Em 2016, comemoração na Padre Chagas reuniu tanto público que rua fechou  Foto: Reprodução / Twitter  

Após polêmica, a prefeitura confirmou o bloqueio da Rua Padre Chagas para a realização do St. Patrick's Day. A realização do evento ao ar livre nesta sexta-feira chegou a ser colocada em xeque em função de divergências entre estabelecimentos da via mais badalada do Moinhos de Vento.

Segundo a Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, 16 estabelecimentos assinaram um termo de ajustamento de conduta para o evento. 

Leia também:
Paulo Germano: vai ter ocupação na Padre Chagas
Placa mantém hospital de Porto Alegre sem pichações há 12 anos
O que deu certo e o que não funcionou no Carnaval de Rua 

Ficou decidido que a Empresa Pública de Transporte e Circulação (EPTC) fechará a rua por quadras, deixando os cruzamentos livres para circulação de veículos. O evento deve ser finalizado até às 22h, de acordo com o termo firmado. A estimativa é de que pelo menos 20 mil pessoas prestigiem.

A prefeitura fará a fiscalização de ambulantes. Os estabelecimentos interessados precisaram se comprometer a doar cavaletes para a EPTC, a arcar com taxa de limpeza do Departamento Municipal de Limpeza Urbana (DMLU), além de repassar determinados valores para Brigada Militar e Guarda Municipal. Os bares ainda poderão pagar uma multa de R$ 10 mil se descumprirem alguma das obrigações acordadas.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Ricardo Gomes, reuniu-se com a associação de moradores Moinhos Vive na noite dessa segunda-feira para apresentar o termo de ajustamento de conduta. 

— Mesmo com divergências dos moradores, que são naturais, nós temos um acordo sobre horário, em conjunto com o poder público, para mitigar o incômodo dos moradores. Na reunião eu senti que a maioria apoia o projeto — disse. 

Gomes acredita que, se o acordo for cumprido, o evento pode, inclusive, ter continuidade nos próximos anos. 

Relembre o caso

O bloqueio da via gerou divergências entre donos de estabelecimentos nos últimos dias, demandando a mediação da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. Na semana passada, Werner Siegmann, sócio da franquia Dado Pub na esquina da Padre Chagas com a Fernando Gomes, sustentou à Zero Hora que a celebração do St. Patrick's na rua em 2016 atrapalhou os empresários e quem reside no bairro.

— Achamos que o Moinhos de Vento não tem esse ar de trazer galera para fazer xixi no muro e atirar garrafa vazia no chão. No dia seguinte, parecia que havia acontecido uma guerra na rua — disse ele.

O Mulligan Irish Pub apresentou em janeiro à prefeitura o seu projeto para a realização do evento na Rua Padre Chagas.

— A nova administração do Mulligan enxergou que o evento acontecia com ou sem organização, e quis entregar uma proposta cultural — defendeu Gabriely Muñoz Rocha, que comprou o pub em novembro do ano passado.

O Mulligan prevê instalar um palco para realização de show e interação com o público, além de decorar a Padre Chagas, simulando uma floresta encantada com potes de ouro. 

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.