Saúde

Devido à superlotação, 33 pacientes aguardam leitos de UTI em Porto Alegre 

Secretaria da Saúde anunciou medida para desafogar hospitais, mas ação só será entrará em vigor na próxima semana

22/06/2017 - 12h17min | Atualizada em 22/06/2017 - 12h17min
Devido à superlotação, 33 pacientes aguardam leitos de UTI em Porto Alegre  Bruno Alencastro/Agencia RBS
Foto: Bruno Alencastro / Agencia RBS  

Ao todo 33 pacientes aguardam por um leito nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) de Porto Alegre nesta quinta-feira (22). Segundo a Secretaria Municipal da Saúde, três deles estão internados em Prontos Atendimentos (PAs) do município e cinco em PAs de cidades da Região Metropolitana. Na quarta-feira (21), a quantidade de pacientes na fila de espera era de 27.

Um dos casos é de uma mulher internada desde domingo (18) no Posto de Saúde Bom Jesus, na zona leste da Capital. Ela chegou à unidade com um quadro de anemia e infecção intestinal, que evoluiu para falência dos rins. De acordo com a família, o médico teria informado que, sem uma transferência, a paciente corre risco de morrer.

Leia mais
Secretaria de Saúde faz acordo para desafogar emergências em Porto Alegre 
Medida para desafogar emergências superlotadas na Capital só entrará em vigor na próxima semana 

Emergências superlotadas

Sete hospitais de Porto Alegre estão com atendimento restrito devido à lotação. Somente no Hospital de Clínicas, são 101 pacientes para 41 vagas. Os hospitais Santa Clara e Dom Vicente Scherer, da Santa Casa de Misericórdia, também estão superlotados — com 28 pacientes para 22 leitos e 24 internados para 14 vagas, respectivamente.

O Hospital Conceição também sofre com a situação: são 69 pacientes para 64 leitos. Já a emergência adulta do Hospital São Lucas, da PUCRS, tem 20 internados para 13 vagas. Na emergência pediátrica, são 10 pacientes para 8 leitos.

O Hospital Ernesto Dornelles e o Hospital Materno Infantil Presidente Vargas também seguem com o atendimento restrito.

Nesta semana a Secretaria Municipal da Saúde anunciou um acordo em conjunto aos hospitais de Porto Alegre para desafogar as emergências. Pacientes internados em hospitais maiores serão encaminhados para instituições menores que possam atender pacientes com baixa complexidade. A medida, no entanto, só deve entrar em vigor na próxima semana.

*RÁDIO GAÚCHA

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.