Ensino Superior

Ascensão do Enem pode explicar menos inscritos no vestibular 2017 da UFRGS

Número de vestibulandos caiu 12,9% em relação a 2016. Uma das razões é o estudante poder buscar outras instituições por meio de apenas um exame

Por: Guilherme Justino
06/01/2017 - 21h55min | Atualizada em 06/01/2017 - 22h06min
Ascensão do Enem pode explicar menos inscritos no vestibular 2017 da UFRGS Tadeu Vilani/Agencia RBS
Foto: Tadeu Vilani / Agencia RBS  

O vestibular da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) que começa neste domingo terá um cenário significativamente diferente dos últimos anos. O número de inscritos caiu 12,9% em relação a 2016, totalizando 33.459 candidatos aptos para realizar as provas que seguem até quarta. Desde 2010, quando 32.706 estudantes fizeram as vagas, não há tão poucos concorrentes no processo seletivo.

A explicação para a queda brusca no número de inscritos — são 4.965 a menos neste ano, em relação a 2016 — pode estar no fato de que muitos estudantes têm preferido disputar mais vagas em nível nacional, usando a nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Ou seja, fazendo uma só prova para tentar garantir lugar em faculdades de todo o Brasil, do que se preparar exclusivamente para o vestibular de uma das únicas universidades federais do país que ainda mantêm um processo seletivo próprio.

Leia mais:
Vestibular da UFRGS 2017 começa no domingo 
O que você precisa saber sobre a redação do vestibular da UFRGS

— Antes, os estudantes não tinham alternativa a não ser fazer vários vestibulares, diretamente nas instituições onde queriam estudar, mas isso mudou com o Enem. A prova nacional foi adquirindo uma importância cada vez maior com o passar dos anos, enquanto os vestibulares que ainda restam, como o da UFRGS, foram perdendo espaço — avalia o professor do Universitário Floriano Krieger, que há quase 50 anos acompanha o processo seletivo.

Na última vez em que teve um número de inscritos tão mais baixo que nos outros anos, a UFRGS ainda não havia adotado as notas do Enem como mecanismo de seleção. Isso mudou em 2015, quando o Sistema de Seleção Unificada (Sisu) passou a ser também uma forma de acesso, ainda que parcial, à universidade. Desde então, 30% das vagas da graduação na universidade são definidas unicamente pela nota obtida pelos estudantes no Enem, enquanto os outros 70% são preenchidos por meio do vestibular. Antes disso, desde 2010, já havia a possibilidade de utilizar a nota do Enem para influenciar a média final do processo de ingresso no Ensino Superior da UFRGS.

O número de inscritos para uma vaga na instituição, porém, vem caindo gradativamente desde antes de a universidade anunciar sua intenção de selecionar também pelo Sisu — mais uma vez, estima-se, por conta da ascensão do Enem.

— Pouco a pouco, o Enem foi tendo uma fração cada vez maior de importância, inclusive no próprio processo seletivo da UFRGS. Quem foi bem no Enem pode aumentar sua nota no vestibular e, além disso, concorrer a vagas na universidade por dois processos diferentes — diz Floriano.

Os dados compilados pela UFRGS mostram que o vestibular, antes visado por candidatos de todo o Brasil, acabou se tornando um processo mais regional. Se, em 2014, o número de vestibulandos de outros lugares chegava a quase 15%, neste ano, 92% dos inscritos são do Rio Grande do Sul.

Foto: Ana Machado / RBS

O processo seletivo

Provas

Serão realizadas de 8 a 11 de janeiro (domingo a quarta), com início às 8h30min de cada dia.

Os candidatos terão quatro horas e meia para fazer as seguintes provas:

– Domingo: física, literatura de língua portuguesa e língua estrangeira moderna

– Segunda: língua portuguesa e redação

– Terça: biologia, química e geografia

– Quarta: história e matemática

Onde será

As provas serão realizadas em Porto Alegre, Bento Gonçalves, Tramandaí e Imbé. Os candidatos podem conferir seus locais de prova por meio do site portaldocandidato.ufrgs.br

Trânsito

– Em Porto Alegre, a EPTC comprometeu-se em reforçar o serviço de transporte público nos locais de maior concentração de candidatos no início da manhã: Campus do Vale (Avenida Bento Gonçalves), UniRitter (Rua Orfanotrófio) e Fapa (Avenida Manoel Elias).

– Os vestibulandos devem estar atentos principalmente para o deslocamento a partir de segunda-feira, quando o trânsito da cidade fica mais intenso e pode haver lentidão em alguns trechos.

O que levar

– Os candidatos deverão comparecer aos respectivos locais de provas às 8h, munidos de documento de identidade e caneta esferográfica azul ou preta.

– Apesar de ser permitido levar lápis, a folha ótica deve ser preenchida a caneta.

Vestibular x Sisu

– A UFRGS oferece 4.017 vagas no vestibular 2017, distribuídas em 91 cursos de graduação.

– Outras 1.654 vagas destinam-se ao ingresso pelo Sistema de Seleção Unificada (Sisu).

 






 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.