Eles também dizem não

Mulher divulga as desculpas do ex-companheiro para falta de sexo

Após sucesso de planilha feita por marido frustrado, um levantamento realizado há alguns anos foi compartilhado por amigos de uma mulher também inconformada com a pouca atividade na cama

Atualizada em 30/07/2014 | 20h2629/07/2014 | 17h27
Mulher divulga as desculpas do ex-companheiro para falta de sexo Daily Mail/Reprodução
Planilha da mulher frustrada mostra que ela manteve relações sexuais com o marido por duas únicas vezes ao longo de um mês Foto: Daily Mail / Reprodução
Poucos dias depois de ter viralizado na internet uma planilha realizada por um marido sexualmente frustrado que contabilizou as desculpas da mulher ao longo de um mês para negar sexo, um caso similar vem à tona. Mas desta vez de uma esposa inconformada com as seguidas negativas do marido.

Segundo o site do jornal Daily Mail, o caso teria ocorrido há alguns anos, mas sido revelado apenas agora, quando uma pessoa do círculo de relações da mulher teria enviado a planilha feita no Excel para o editor do site Guysm. O post diz que, na noite em que seu divórcio foi oficializado, ela saiu para comemorar com 10 amigos e acabou compartilhando com eles seu diário sexual.

De acordo com as informações publicadas, ao longo de 30 dias, a mulher, que não foi identificada, manteve relações sexuais com o marido somente duas vezes, masturbou-se dez e teve de aguentar uma série de desculpas daquele que ela chamou de "completamente desinteressado".

Negativas constantes para o sexo podem indicar que é hora de procurar ajuda
Pesquisa: quais países batem um bolão na cama?
Leia as últimas notícias sobre Vida e Estilo

O levantamento revela que a mulher permaneceu 28 dias sem qualquer iniciativa por parte do marido debaixo dos lençóis. E que, ainda assim, quando o casal consumava o ato, o momento durava pouco. A fonte teria revelado que, segundo a mulher, esse havia sido um mês "acima da média" e que o marido sofria de ejaculação precoce.

No primeiro dia da contagem, a mulher escreve: "Ele voltou para casa após jogar basquete com os amigos e foi para a cama sem tomar banho. Eu tomei banho e me masturbei". Já no quarto dia, a mulher disse que "foi para a cama vestindo uma camisola sensual, mas que o marido roncava às 22h".

No nono dia, a "secura" dela terminou quando finalmente eles fizeram sexo pela primeira vez no mês. Depois disso, ela teve de esperar outros 16 dias, e o ato em si, escreveu ela, não durou mais do que dois "míseros minutos". "Finalizei sozinha, chegando lá com o Magic Wand (vibrador)", ela escreveu, recurso utilizado em outros oito dias, aponta o levantamento. 

Marido sexualmente frustrado divulga planilha 
Negativas constantes para o sexo podem indicar que é hora de procurar ajuda
Pesquisa: quais países batem um bolão na cama?

VEJA TAMBÉM

     
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.