Extracampo

TJD julga recurso, e Inter perde dois mandos de campo por briga de torcidas em Veranópolis

Punição ainda não vale para o confronto com o São Paulo-RG, no sábado

Por: ZH Esportes
16/03/2017 - 21h44min | Atualizada em 17/03/2017 - 09h43min
TJD julga recurso, e Inter perde dois mandos de campo por briga de torcidas em Veranópolis Lauro Alves/Agencia RBS
Foto: Lauro Alves / Agencia RBS  

O Inter perdeu dois mandos de campo por conta da briga entre duas torcidas organizadas na estreia do clube no Gauchão, contra o Veranópolis, no Antônio David Farina. A decisão do Pleno do Tribunal de Justiça Desportiva do Rio Grande do Sul (TJD-RS), que também multou o Colorado em R$ 20 mil, foi anunciada nesta quinta-feira no julgamento do recurso apresentado pela Procuradoria. Em primeira instância, a equipe gaúcha havia escapado de punição.

— A punição é perda de mando de campo. Não poderemos jogar no Beira-Rio com portões fechados. Mas não há distância mínima — explicou Rogério Pastl, advogado do Inter.

Leia mais:
Vice jurídico do Inter lamenta perda de mando: "Responsáveis acabam não respondendo"


No sábado, contra o São Paulo-RG, o Beira-Rio será o palco do jogo e ainda poderá receber torcedores. A punição será cumprida na 11ª rodada, contra o Cruzeiro-RS, e nas quartas de final, caso o Inter classifique. Uma das alternativas do Inter é atuar no Estádio do Vale, em Novo Hamburgo.

O Inter foi enquadrado pelo procurador Alberto Franco no artigo 213 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), por "deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir desordens em sua praça de desporto". O Veranópolis, mandante daquela partida, foi absolvido.

Leia mais:
D'Ale e Charles são ausências em treino após classificação na Copa do Brasil 
Diario Olé destaca gol de falta de D'Alessandro: "¡Qué golazo, Cabezón!"
Volta à posição de origem e carinho da família: como Charles procura reverter instabilidade no Inter

*ZHESPORTES

 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.