Justiça

VÍDEO: "Ele é um cara dissimulado", diz pai e avô de vítimas de bioquímico em Porto Alegre

Júri se iniciou na manhã desta segunda-feira na 1ª Vara do Júri da Capital 

19/06/2017 - 10h55min | Atualizada em 19/06/2017 - 18h01min

O bioquímico Ênio Luiz Carnetti, acusado de matar a mulher e o filho a facadas em 2012, não participa do julgamento desta segunda-feira. Carnetti esteve na 1ª Vara do Júri de Porto Alegre, mas pediu à juíza Taís Calau de Barros para voltar ao Presídio Central, onde está detido.

Foram arroladas, no total, nove testemunhas: cinco de acusação e quatro de defesa. Os advogados do réu defendem que ele sofre de insanidade mental, tese refutada pela promotoria, que se embasa em perícia feita pelo Instituto Psiquiátrico Forense. O laudo apontou que ele era totalmente capaz de entender o caráter ilícito da sua ação. 

Acompanhe a cobertura do julgamento



Leia mais
Mulher e filho são encontrados mortos na Capital
Bioquímico suspeito de assassinato "investigava" a mulher
Ato em memória de Márcia e do filho reúne cerca de 100 pessoas no centro da Capital

Carnetti tentou suicídio jogando-se da ponte do Guaíba, mas foi resgatado por pescadores Foto: Ronaldo Bernardi / Agencia RBS

O crime ocorreu em 25 de julho de 2012, na residência da família, no bairro Tristeza, em Porto Alegre. Márcia Cambraia Calixto Carnetti, 39 anos, e o filho do casal, Matheus Calixto Carnetti, cinco anos, foram mortos a facadas. No dia seguinte, o réu tentou suicídio pulando da ponte do Guaíba, mas foi resgatado por pescadores. O pai de Márcia, com lágrimas nos olhos, diz que espera que o ex-genro pegue pena máxima.

— Ele é um cara dissimulado — afirmou João Calixto.

Carnetti é acusado de duplo homicídio qualificado. As qualificadoras são por motivo torpe, no caso do crime contra a mulher, e por dificultar a defesa da vítima, em relação à acusação de assassinato do filho.



 
 
 
 
Zero Hora No jornal Zero Hora você encontra as últimas notícias sobre esportes, economia, política, moda, cultura, colunistas e mais.