Novo Cabrais

Ponte móvel começa a ser instalada em trecho bloqueado da RS-287

Trânsito será liberado parcialmente e com restrição no km 153 ainda nesta semana

13/02/2017 - 20h29min | Atualizada em 13/02/2017 - 20h29min
Ponte móvel começa a ser instalada em trecho bloqueado da RS-287 Ticiana Fontana/Agência RBS
Trecho de Novo Cabrais está bloqueado desde o dia 29, após rompimento de galeria Foto: Ticiana Fontana / Agência RBS  

Equipes do Exército iniciaram, na tarde desta segunda-feira, a instalação de uma ponte móvel no trecho bloqueado da RS-287, em Novo Cabrais, no Vale do Rio Pardo. O trânsito no km 153 está totalmente interrompido desde o dia 29 de janeiro, após o rompimento de uma galeria devido à chuva. As informações são da Rádio Gaúcha.

A montagem da estrutura, de 34 metros de extensão, foi autorizada pelo Ministério da Defesa após pedido da Empresa Gaúcha de Rodovias (EGR). O governo do Estado irá arcar com os custos de logística dos militares que estão trabalhando no local.

Leia mais
Caminhonete capota no acesso ao túnel da Conceição em Porto Alegre 
Colisão entre dois carros deixa seis mortos na BR-285, em São Luiz Gonzaga
Acidente deixa cinco mortos na BR-116, no trecho de Pelotas

A expectativa é de que o trânsito seja liberado ainda nesta semana na RS-287. Mesmo assim, o tráfego será restrito no trecho: a ponte permitirá apenas a passagem de carros de passeio e de carga que tenham até quatro eixos e com limite máximo de 30 toneladas.

Como a estrutura é provisória, um semáforo será instalado no trecho para intercalar o fluxo, e veículos de carga só poderão passar um de cada vez, em uma velocidade máxima de 20 km/h, o que poderá causar lentidão no trânsito.

Para os veículos que seguem proibidos de passar no km 153, a principal alternativa para quem segue da Região Central para Porto Alegre é entrar no trevo de Cachoeira do Sul, na RS-287, desviar pela cidade e pegar a BR-290 até a Capital. O desvio aumenta a viagem em cerca de 60 km.

Uma obra permanente será realizada no trecho danificado da rodovia. Uma empresa será contratada pela EGR em caráter emergencial nos próximos dias para fazer a execução dos trabalhos, que devem se estender por 90 dias.

Leia as últimas notícias de Trânsito

*Rádio Gaúcha